Jornal do Commercio
APROPRIAÇÃO

Bob Dylan é acusado de plágio por partes do seu discurso para o Nobel

Segundo a escritora Andrea Pitzer, Dylan tirou pelo menos 20 referências do seu texto de uma análise no site SparkNotes

Publicado em 14/06/2017, às 19h08

Bob Dylan foi o primeiro músico a ganhar o prestigiado Nobel de Literatura. / Foto: Divulgação
Bob Dylan foi o primeiro músico a ganhar o prestigiado Nobel de Literatura.
Foto: Divulgação
AFP

Uma escritora acusou a lenda do rock Bob Dylan de ter usado o conteúdo do SparkNotes, um guia online gratuito cujo público-alvo são estudantes, em parte do seu discurso do prêmio Nobel. 

Dylan, que surpreendeu ao ganhar o prêmio Nobel de Literatura, discursou após longa espera na semana passada - um requisito para receber os US$ 923 mil dólares incluídos no prêmio da Academia sueca.  

A autora Andrea Pitzer analisou o texto de Dylan a partir do site Slate e afirmou ter encontrado fortes semelhanças entre as observações do músico sobre a clássica obra de Herman Melville, "Moby-Dick", e as do SparkNotes. 



Dylan citou, por exemplo, Melville dizendo que a baleia Moby é "a encarnação do mal". Porém, Pitzer chamou a atenção para o fato de que essa frase não está presente no livro, embora apareça em uma sinopse disponível no site SparkNotes.

Ao menos 20 referências que Dylan usa em seu texto sobre a obra "Moby Dick" são similares às do SparkNotes, afirma. 

TAMBÉM NA MÚSICA

Pitzer alertou que Dylan tem sido, há muito tempo, descarado ao adaptar passagens musicais e líricas para as suas canções. 

"Dylan permanece tão dependente da apropriação que traçar suas fontes se tornou uma indústria artesanal", escreveu.

O plágio é muito mais comum no mundo da música do que no da literatura, no qual acusações sobre isso causam um profundo abalo na reputação do envolvido. 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM