Jornal do Commercio
cultura cultura
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Clássico

Balé Nacional da Rússia faz duas apresentações no Recife

Companhia encena nesta sexta "Lago dos cisnes", e amanhã, "Giselle"

Publicado em 31/05/2013, às 10h55


Mateus Araújo

Grupo circula por 20 cidades brasileiras trazendo um elenco de 40 bailarinos. Seis deles são grandes solistas russos / Divulgação

Grupo circula por 20 cidades brasileiras trazendo um elenco de 40 bailarinos. Seis deles são grandes solistas russos

Divulgação

Dois clássicos e uma das mais famosas companhias de dança do mundo. Neste final de semana, o Balé Nacional da Rússia aporta no Chevrolet Hall, em Olinda, com duas apresentações únicas dos espetáculos Lago dos cisnes (sexta, 31) e Giselle (sábado, 1º), obras do russo Tchaikovsky e do francês Adolphe Adam, respectivamente. As apresentações começam às 21h. O elenco reúne grandes nomes do balé clássico russo, de grupos como o Bolshoi, Kirov e o Stanislavski. 

Nesta turnê, os russos viajam por 20 cidades brasileiras, em 25 apresentações. A companhia traz um elenco com 40 bailarinos, sendo seis solistas renomados: Lev Ivanov, Marius Petipa, Alexander Gorsky, Viacheslav Gordeev, Jean Coralli e Jules Perrot. “É uma experiência diferente. Geralmente, os espetáculos contam com um ou no máximo dois solistas. Nestas apresentações, trouxemos seis. Os melhores da Rússia”, explica o diretor da companhia na América Latina, Augusto Stevanovich. 

Nesta sexta, os bailarinos revivem a famosa história da jovem rainha Odette, enfeitiçada pelo bruxo Von Rothbart, que a converte em cisne e só lhe permite adotar a forma humana à noite, e que só é libertada da maldição graças ao amor do apaixonado Sigifredo. No sábado, é a vez de contar a história da jovem Giselle, que vive feliz até se apaixonar por um conde que, encantado por ela, decide se passar por um simples lenhador para conquistá-la. Após desmascarar o impostor, a jovem enlouquece e morre de amor. Cada espetáculo tem duas horas de duração e é dividido em dois atos. 

Segundo o diretor, graças a uma parceria fechada entre a companhia, a embaixada da Rússia, o cônsul-geral do país no Brasil e o Ministério da Cultura da Rússia, a ideia é de expandir ações sociais incentivando a dança e a vinda desses espetáculos para cá. Para abril do próximo ano, por exemplo, já está garantida a vinda de A bela adormecida para o Recife. 

Com teatros brasileiros cheios e sessões extras em algumas cidades, o Balé da Rússia apresenta espetáculos erguidos em meticulosa estrutura técnica, coordenação e precisão. Os números que envolvem as montagens são grandiosos: mais de duas toneladas de figurinos e cenários.

Serviços

Balé Nacional da Rússia - sexta, com Lago dos cisnes; sábado, com Giselle. Sempre a partir das 22h. No Chevrolet Hall (Av. Agamenon Magalhães, s/nº, Salgadinho). Informações: 3427-7500

Palavras-chave

imprima
envie para um amigo
reportar erro


Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Anônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das Princesas
Foto: Igo Bione/JC Imagem

> JC Imagem

Anônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das PrincesasPaulo Rubem, Armando Monteiro, Aguinaldo Fenelon e João Paulo no velórioPaulo Rubem, Armando Monteiro, Aguinaldo Fenelon e João Paulo no velórioAnônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das Princesas

Ranking do dia

Especiais JC

A revolução da energia A revolução da energia
Em um momento difícil para a gestão de energia no Brasil, o JC traz um especial, no JC Online e no Jornal do Commercio, mostrando que essa é uma área essencial e em plena revolução
A loucura e suas implicações A loucura e suas implicações
Em 20 anos o tratamento de pessoas com transtornos mentais mudou no Recife. Manicômios fecharam para dar lugar a novos espaços
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM