Jornal do Commercio
Cultura Cultura
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Clássico

Balé Nacional da Rússia faz duas apresentações no Recife

Companhia encena nesta sexta "Lago dos cisnes", e amanhã, "Giselle"

Publicado em 31/05/2013, às 10h55


Mateus Araújo

Grupo circula por 20 cidades brasileiras trazendo um elenco de 40 bailarinos. Seis deles são grandes solistas russos / Divulgação

Grupo circula por 20 cidades brasileiras trazendo um elenco de 40 bailarinos. Seis deles são grandes solistas russos

Divulgação

Dois clássicos e uma das mais famosas companhias de dança do mundo. Neste final de semana, o Balé Nacional da Rússia aporta no Chevrolet Hall, em Olinda, com duas apresentações únicas dos espetáculos Lago dos cisnes (sexta, 31) e Giselle (sábado, 1º), obras do russo Tchaikovsky e do francês Adolphe Adam, respectivamente. As apresentações começam às 21h. O elenco reúne grandes nomes do balé clássico russo, de grupos como o Bolshoi, Kirov e o Stanislavski. 

Nesta turnê, os russos viajam por 20 cidades brasileiras, em 25 apresentações. A companhia traz um elenco com 40 bailarinos, sendo seis solistas renomados: Lev Ivanov, Marius Petipa, Alexander Gorsky, Viacheslav Gordeev, Jean Coralli e Jules Perrot. “É uma experiência diferente. Geralmente, os espetáculos contam com um ou no máximo dois solistas. Nestas apresentações, trouxemos seis. Os melhores da Rússia”, explica o diretor da companhia na América Latina, Augusto Stevanovich. 

Nesta sexta, os bailarinos revivem a famosa história da jovem rainha Odette, enfeitiçada pelo bruxo Von Rothbart, que a converte em cisne e só lhe permite adotar a forma humana à noite, e que só é libertada da maldição graças ao amor do apaixonado Sigifredo. No sábado, é a vez de contar a história da jovem Giselle, que vive feliz até se apaixonar por um conde que, encantado por ela, decide se passar por um simples lenhador para conquistá-la. Após desmascarar o impostor, a jovem enlouquece e morre de amor. Cada espetáculo tem duas horas de duração e é dividido em dois atos. 

Segundo o diretor, graças a uma parceria fechada entre a companhia, a embaixada da Rússia, o cônsul-geral do país no Brasil e o Ministério da Cultura da Rússia, a ideia é de expandir ações sociais incentivando a dança e a vinda desses espetáculos para cá. Para abril do próximo ano, por exemplo, já está garantida a vinda de A bela adormecida para o Recife. 

Com teatros brasileiros cheios e sessões extras em algumas cidades, o Balé da Rússia apresenta espetáculos erguidos em meticulosa estrutura técnica, coordenação e precisão. Os números que envolvem as montagens são grandiosos: mais de duas toneladas de figurinos e cenários.

Serviços

Balé Nacional da Rússia - sexta, com Lago dos cisnes; sábado, com Giselle. Sempre a partir das 22h. No Chevrolet Hall (Av. Agamenon Magalhães, s/nº, Salgadinho). Informações: 3427-7500

Palavras-chave


Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Sombra que vem
Foto: Guga Matos/JC Imagem

> JC Imagem

Sombra que vemSombra que vaiEsquina da sombraCocar de sombraSombra rumo ao escuro

Ranking do dia

OFERTAS

Especiais JC

Documento Suape: Da euforia à frustração Documento Suape: Da euforia à frustração
Após Petrolão e crise, especial multimídia mostra drama das pessoas e cidades que cresceram no rastro de Suape.
Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida
Especial celebra 60 anos do Auto da Compadecida, no dia em que Ariano Suassuna completaria 88 anos.
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM