Jornal do Commercio
luto

Morre em São Paulo sanfoneiro pernambucano Dominguinhos

Músico estava internado em estado crítico desde dezembro de 2012

Publicado em 23/07/2013, às 19h54

 / Foto: Rodrigo Lobo/JC Imagem

Foto: Rodrigo Lobo/JC Imagem

Do JC Online

O cantor Domiguinhos, 72 anos, morreu às 18h desta terça-feira (23), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde janeiro. De acordo com o boletim médico do hospital, Dominguinhos faleceu em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. A família deve fazer um velório na capital paulista e realizar o desejo do músico de ser sepultado em Garanhuns, sua cidade natal.

O músico foi internado na UTI do Hospital Santa Joana, no Recife, em 17 de dezembro de 2012 com um quadro de infecção respiratória e arritmia cardíaca após um show em homenagem a Luiz Gonzaga na cidade de Exu. O sanfoneiro lutava há seis anos contra um câncer de pulmão e foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês no dia 13 de janeiro, depois de sofrer uma parada cardíaca na capital pernambucana.

Em entrevista ao JC Online, o filho mais velho do cantor, o engenheiro de gravação Mauro Moraes, comentou com pesar a morte do pai. "Eu não tenho palavras para falar do meu pai, uma pessoa querida. Mesmo a gente tendo pouco contato nesse tempo todo, eu sempre fui muito apaixonado por ele. Uma pessoa boa, humilde e que respeitava todo mundo. Como músico então eu não tenho nem o que falar. É uma perda enorme. Ele foi um homem muito forte pra aguentar esse tempo todo, ele estava sofrendo muito. Ele foi com Deus e virou mais uma estrela lá no céu", lamenta.

A reportagem entrou em contato com Liv Moraes, filha do cantor, mas ela não quis se pronunciar sobre a morte do pai. Uma amiga atendeu ao telefonema e informou que a situação estava sob controle.

TRAJETÓRIA - José Domingos de Moraes nasceu em 12 de fevereiro de 1941 no município de Garanhuns, no Agreste pernambucano. Ele foi sanfoneiro, cantor e compositor. Entre as influências musicais estão o baião, bossa nova, forró e o xote. Filho de um afinador de sanfonas e sanfoneiro, mestre Chicão, Dominguinhos aprendeu a tocar sanfona com apenas seis anos de idade. Ainda pequeno, ele  e os seus dois irmãos formavam o trio "Os Três Pinguins", que  se apresentava em feiras livres e portas de hotéis.

Na década de 1950, ele teve a oportunidade de conhecer Luiz Gonzaga. Na ocasião, ele ainda tinha nove anos de idade, e se apresentava em frente ao hotel em que o rei do baião estava hospedado. Na época, Gonzagão ficou impressionado ao ver o menino tocando e fez um convite de viagem ao Rio de Janeiro. Após quatro anos, Dominguinhos viajou acompanhado de seu pai e irmãos à Cidade Maravilhosa. Luiz Gonzaga o colocou em sua banda e passou a fazer shows com ele. Com o tempo, Dominguinhos foi fazendo carreira solo e se aproximando de músicos da bossa nova e do jazz. Entre as parcerias no meio musical estão Elba Ramalho, Gilberto Gil, Toquinho e Maria Bethânia.

RECONHECIMENTO - Dominguinhos era reconhecido internacionalmente pelo seu talento e, como consequência de seu sucesso, recebeu vários prêmios dentro e fora do Brasil. Em 2002 o sanfoneiro ganhou o Grammy Latino com o CD Chegando de Mansinho. O Prêmio Tim de Música homenageou o sanfoneiro em 2008 E em 2010 o compositor venceu o Prêmio Shell de Música.

Confira em três partes uma das últimas entrevistas de Dominguinhos na TV Jornal

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM