Jornal do Commercio
Carnaval 2014

Carvalheira na Ladeira é só malemolência

Farra privada acontece até segunda, com atrações de peso numa estrutura de Olinda

Publicado em 28/02/2014, às 07h00

Os irmãos Simoninha e Max de Castro apresentam o Baile Simonal, com músicas do pai, Wilson Simonal / Divulgação

Os irmãos Simoninha e Max de Castro apresentam o Baile Simonal, com músicas do pai, Wilson Simonal

Divulgação

Do JC Online

O suingado de Wilson Simonal, eternizado nos anos de 1960 e 1970, parece genético, quando se olha o requebrado dos filhos do músico, Max de Castro e Simoninha. Os dois herdeiros do império malemolente viajam há quatro anos pelo Brasil para apresentarem o Baile Simonal, projeto criado para reinterpretar músicas de artistas brasileiros que têm os pés fincados no soul, samba-rock e samba funk, como Simonal, Tim Maia e Jorge Ben.

A marca do baile, consolidada nacionalmente, foi incorporada à edição de domingo da festa Carvalheira na Ladeira, que também acontece amanhã e na segunda-feira. O evento se realiza no Colégio de São Bento, em Olinda, das 10h às 10h, com uma megaestrutura física e vasta programação.

No espaço luxuoso do Carvalheira na Ladeira, Simoninha e Max de Castro apresentam o mesmo baile que esteve no Recife há dois anos, na prévia do bloco Enquanto Isso na Sala da Justiça, com algumas metamorfoses naturais ao projeto. “O nosso baile é participativo. É possível ir acrescentando e inventando músicas... Nenhum show é completamente igual ao outro”, conta Simoninha. No repertório, estão os clássicos de Simonal Carango, Mamãe passou açúcar em mim e Nem vem que não tem.

O baile ainda conta com a participação do rapper Marcelo D2, indicado por Simoninha para participar do evento. “Eu e Max temos uma ligação muito forte com o hip hop e com Marcelo D2. Em 1994, eu já cantava Racionais, por exemplo”, explica Simoninha. Já que o baile é “participativo”, como definiu o cantor, ter influências musicais distintas torna-se mais uma forma de enriquecer o encontro. Desde que surgiu, o projeto já agregou mais de 40 artistas, em mais de 150 shows.

No domingo do Carvalheira na Ladeira, tocam ainda a banda de reggae Natiruts e a pernambucana Eddie, que é acompanhada pela Orquestra de Frevo Henrique Dias. Segundo o vocalista da Eddie, Fábio Trummer, a ideia é fazer um show bem carnavalesco, com canções tipicamente momescas, como Hino das Celouras, Batutas de São José e É de fazer chorar – todas com o intuito de fazer os festeiros ferverem ainda mais, mesmo que em um ambiente afastado da super lotação das ladeiras de Olinda. A base do repertório são os discos Veraneio e Carnaval no inferno.

De hoje até a Terça-Feira Gorda, a Eddie apresenta 11 shows, todos eles com a mesma intenção de colocar mais confetes e serpentinas em um show que já agita o público naturalmente. Para Trummer, o que encerra o Carnaval no Pátio de São Pedro será o melhor de todos. “Vai ser minutos antes da hora em que eu vou largar”, conta, com o humor de sempre. Os DJs Zé Pinteiro e Korossym e a dupla de DJs australianos Nervo também agitam o Carvalheira na Ladeira no domingo.

O último dia do evento, na segunda, também não economiza no peso e diversidade das atrações: tocam Monobloco, Sambô, Roger Sanchez e Otto, que apresenta o show com o acompanhamento de 20 batuqueiros do Movimento Nação Mulambo. A novidade é que, nesta apresentação, o cantor estará com os batuqueiros em um palco. Nos anos anteriores, ele desfilava informalmente com os integrantes do grupo pelas ladeiras olindenses, liderados pelos percussionistas Toca Ogan e Marco Axé.

O Carvalheira na Ladeira recebe, no primeiro dia do evento, amanhã, Saulo Fernandes (ex-Banda Eva), a dupla de sertanejo internacional Léo Verão e Daniel Freitas, e Silvério Pessoa, com o show Sir Rossi, em homenagem ao Rei do Brega, Reginaldo Rossi. As picapes serão ocupadas pelo DJ português Pete Tha Zouk e pelos residentes Pinteiro e Korossy. 

 

Veja a programação completa dos camarotes no Carnaval de 2014 na edição de hoje do Caderno C.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM