Jornal do Commercio
Carnaval 2014

Carvalheira na Ladeira é só malemolência

Farra privada acontece até segunda, com atrações de peso numa estrutura de Olinda

Publicado em 28/02/2014, às 07h00

Os irmãos Simoninha e Max de Castro apresentam o Baile Simonal, com músicas do pai, Wilson Simonal / Divulgação

Os irmãos Simoninha e Max de Castro apresentam o Baile Simonal, com músicas do pai, Wilson Simonal

Divulgação

Do JC Online

O suingado de Wilson Simonal, eternizado nos anos de 1960 e 1970, parece genético, quando se olha o requebrado dos filhos do músico, Max de Castro e Simoninha. Os dois herdeiros do império malemolente viajam há quatro anos pelo Brasil para apresentarem o Baile Simonal, projeto criado para reinterpretar músicas de artistas brasileiros que têm os pés fincados no soul, samba-rock e samba funk, como Simonal, Tim Maia e Jorge Ben.

A marca do baile, consolidada nacionalmente, foi incorporada à edição de domingo da festa Carvalheira na Ladeira, que também acontece amanhã e na segunda-feira. O evento se realiza no Colégio de São Bento, em Olinda, das 10h às 10h, com uma megaestrutura física e vasta programação.

No espaço luxuoso do Carvalheira na Ladeira, Simoninha e Max de Castro apresentam o mesmo baile que esteve no Recife há dois anos, na prévia do bloco Enquanto Isso na Sala da Justiça, com algumas metamorfoses naturais ao projeto. “O nosso baile é participativo. É possível ir acrescentando e inventando músicas... Nenhum show é completamente igual ao outro”, conta Simoninha. No repertório, estão os clássicos de Simonal Carango, Mamãe passou açúcar em mim e Nem vem que não tem.

O baile ainda conta com a participação do rapper Marcelo D2, indicado por Simoninha para participar do evento. “Eu e Max temos uma ligação muito forte com o hip hop e com Marcelo D2. Em 1994, eu já cantava Racionais, por exemplo”, explica Simoninha. Já que o baile é “participativo”, como definiu o cantor, ter influências musicais distintas torna-se mais uma forma de enriquecer o encontro. Desde que surgiu, o projeto já agregou mais de 40 artistas, em mais de 150 shows.

No domingo do Carvalheira na Ladeira, tocam ainda a banda de reggae Natiruts e a pernambucana Eddie, que é acompanhada pela Orquestra de Frevo Henrique Dias. Segundo o vocalista da Eddie, Fábio Trummer, a ideia é fazer um show bem carnavalesco, com canções tipicamente momescas, como Hino das Celouras, Batutas de São José e É de fazer chorar – todas com o intuito de fazer os festeiros ferverem ainda mais, mesmo que em um ambiente afastado da super lotação das ladeiras de Olinda. A base do repertório são os discos Veraneio e Carnaval no inferno.

De hoje até a Terça-Feira Gorda, a Eddie apresenta 11 shows, todos eles com a mesma intenção de colocar mais confetes e serpentinas em um show que já agita o público naturalmente. Para Trummer, o que encerra o Carnaval no Pátio de São Pedro será o melhor de todos. “Vai ser minutos antes da hora em que eu vou largar”, conta, com o humor de sempre. Os DJs Zé Pinteiro e Korossym e a dupla de DJs australianos Nervo também agitam o Carvalheira na Ladeira no domingo.

O último dia do evento, na segunda, também não economiza no peso e diversidade das atrações: tocam Monobloco, Sambô, Roger Sanchez e Otto, que apresenta o show com o acompanhamento de 20 batuqueiros do Movimento Nação Mulambo. A novidade é que, nesta apresentação, o cantor estará com os batuqueiros em um palco. Nos anos anteriores, ele desfilava informalmente com os integrantes do grupo pelas ladeiras olindenses, liderados pelos percussionistas Toca Ogan e Marco Axé.

O Carvalheira na Ladeira recebe, no primeiro dia do evento, amanhã, Saulo Fernandes (ex-Banda Eva), a dupla de sertanejo internacional Léo Verão e Daniel Freitas, e Silvério Pessoa, com o show Sir Rossi, em homenagem ao Rei do Brega, Reginaldo Rossi. As picapes serão ocupadas pelo DJ português Pete Tha Zouk e pelos residentes Pinteiro e Korossy. 

 

Veja a programação completa dos camarotes no Carnaval de 2014 na edição de hoje do Caderno C.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM