Jornal do Commercio
REVELAÇÕES

'Nos acomodamos em um lugar ruim, perverso', afirma Maria Bethânia

Cantora fala, em entrevista exclusiva, sobre os rumos do Brasil e o seu encanto pelo Recife

Publicado em 16/03/2017, às 22h00

Maria Bethânia diz que sem o pavor é prepotência subir ao palco / André Nery/JC Imagem
Maria Bethânia diz que sem o pavor é prepotência subir ao palco
André Nery/JC Imagem
Adriana Victor

“O Brasil está um desastre, uma coisa muito estranha. E isso está escrito, está na cara da gente, na voz, na pele, no andar, na vida de cada um de nós. Mas chega aquele momento e eu sinto no Recife um baile perfumado geral. Que é necessário. E que compartilha, não fica fechado.” É deste fio condutor que Maria Bethânia se vale para tecer elos entre o Brasil atual e o Carnaval recifense. As afirmações fazem parte da conversa exclusiva com a cantora, gravada no Rio de Janeiro, no Estúdio Vison, em São Conrado. 

Para conceder a entrevista, Bethânia não fez imposições, não questionou sobre de que trataríamos. Mostrou-se disposta a conversar e, quando se achava que já era a hora de parar com as perguntas, ela afirmou: "Pode continuar, não estou cansada".

Entre uma fala e outra, a atriz Cláudia Abreu, estrela da Rede Globo que atualmente interpreta Helô, na novela A Lei do Amor, passou por nós. Levou a mão à boca, como quem vê alguém que muito se admira. E balbuciou, quase sem emitir sons para não atrapalhar a conversa: "Amo! Amo!".

O RECIFE

“O Recife tem um modo de me abraçar, de compreender a minha expressão com particularidade”, declarou sobre a cidade. Mas afirmou que gostaria muito de ter vindo celebrar o músico Naná Vasconcelos, que morreu em 2016 e era seu grande amigo, na abertura do Carnaval deste ano - "O Carnaval mais bonito do Brasil". 

Aos risos, contou sobre uma briga que teve com Capiba, o autor da música que lhe deu o nome, uma escolha do irmão Caetano Veloso. Falou da paixão e do pavor que lhe invadem sempre que sobe ao palco: "Um pavor que não passa depois que eu subo no palco. Ele fica ali, alimentando a cena, enlouquecendo a gente. Sem ele acho que é prepotência subir ao palco”.

O BRASIL

Sobre as trilhas do Brasil atual, declarou: “Acho que a gente não tem andado, nos acomodamos lugar ruim, perverso. O Brasil não merece isso. Nem nós brasileiros merecemos. Somos ricos, poetas, capazes. Somos generosos. Nos nós damos para o País”. E conclui: "Um bando de moleques. Xô!"

Recomendados para você


Comentários

Por RENE TIMM,17/03/2017

É MARIA BETANIA, QUEM TE VIU, QUEM TE VE. NOS 12 ANOS QUE SE PASSARAM VC NAO RECLAMAVA POLITICAMENTE DE NADA, LEI ROANET ETC E TAL, AGORA QUE ESTAMOS NO POÇO QUE CAVARAM E NOS JOGARAM COM 13 MILHOES DE DESEMPREGADOS E OUTROS TANTOS PASSANDO FOME, VC VEM E CHAMA A GOVERNAÇA ATUAL DE MOLEQUES? ENTAO O QUE O LULOPETISMO AT DILMA FIZERAM ENTAO ATE O ANO PASSADO SE ESTAMOS PAGANDO ALTO PREÇO PELOS ROUBOS E DESGOVERNO POR ELES INSTALADO?



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM