Jornal do Commercio
HINO DA PAZ

Yoko Ono passa a ser creditada com John Lennon por ‘Imagine’

Quase 50 anos depois da música ser lançada, Yoko será finalmente reconhecida como coautora

Publicado em 16/06/2017, às 15h00

John Lennon já havia dito que deveria ter incluído o nome da esposa na canção / AFP
John Lennon já havia dito que deveria ter incluído o nome da esposa na canção
AFP
JC Online

Quase meio século depois de John Lennon lançar "Imagine", sua viúva e colaboradora artística, Yoko Ono, aparecerá como coautora da famosa canção.

O anúncio foi feito quando a icônica ode à paz mundial de 1971 foi declarada "canção do século" em uma noite da National Music Publishers Association, na quarta-feira, em Nova York.

Enquanto Ono e seu filho, Sean Lennon, se aproximavam para receber um troféu, a associação anunciou inesperadamente que Ono se juntaria a Lennon nos créditos da composição.

Durante a noite foi exibida uma entrevista da BBC com John Lennon de 1980, pouco antes de ser assassinado, na qual o ex-Beatle disse que "Imagine" foi inspirada em parte no livro de arte conceitual de Ono, "Grapefruit".

"'Imagine' deveria ter sido registrada como uma canção de Lennon/Ono. Se tivesse sido alguém mais que minha esposa, teria lhe dado crédito", disse Lennon na entrevista.

ORGULHO

Após o anúncio, Sean Lennon escreveu no Facebook: "É o dia de maior orgulho da minha vida".

A madrinha do punk Patti Smith e sua filha, Jesse Smith, executaram "Imagine" quando mãe e filho aceitaram o prêmio.

Ono, já reconhecida como artista de vanguarda quando conheceu o ex-Beatle, colaborou estreitamente com Lennon e tenta preservar seu legado desde a sua morte.



"Imagine", com seu apelo a um mundo sem divisões, continua sendo uma das canções mais conhecidas da música pop e hino de ativistas pela paz.

É pouco provável que Ono tenha qualquer ganho pessoal no futuro imediato, pois ela já é a herdeira do patrimônio de Lennon.

Mas a mudança poderá ter um efeito prático pois, segundo a lei americana, canções de domínio público, ou seja, que os autores não obtêm mais lucro com elas setenta anos depois de seu lançamento, e a inserção de Ono potencialmente estende o período de "Imagine".

A próprio Ono teve uma comentada briga com outro ex-Beatle, Paul McCartney, pelos créditos da composição. Os Beatles generalmente assinavam suas canções como "Lennon-McCartney", dividindo o crédito por alguns dos maiores sucessos da história da música.

Depois que o grupo se separou, McCartney começou a mudar a ordem para McCartney-Lennon em canções nas quais disse ter tomado a iniciativa, o que provocou censuras de Ono.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM