Jornal do Commercio
CASA FORTE

Bárbara Eugênia em clima intimista na Creperia Rouge

Cantora mostrará músicas presentes em seus quatro álbuns no formato voz e violão

Publicado em 14/07/2017, às 08h40

Bárbara tem parcerias com nomes como Edgar Scandurra e o pernambucano Jam da Silva / Foto: Haroldo Saboia/Divulgação
Bárbara tem parcerias com nomes como Edgar Scandurra e o pernambucano Jam da Silva
Foto: Haroldo Saboia/Divulgação
NATHÁLIA PEREIRA

A cantora e compositora fluminense Bárbara Eugênia retorna ao Recife, desta vez, para mostrar músicas gravadas em seus quatro álbuns de estúdio de forma mais intimista, apenas com voz e violão. A apresentação levará à Rouge Creperia, no bairro de Casa Forte, canções como Coração, Vou Ficar Maluca, Besta, Roupa Suja, Não Tenho Medo da Chuva e O Tempo, versão de Bárbara para composição do guitarrista Fernando Catatau, também gravada pela banda dele, a cearense Cidadão Instigado.

TRAJETÓRIA

Bárbara começou a carreira há dez anos, após ser convidada pelo produtor musical Apollo 9 para participar da trilha sonora do longa O Cheiro do Ralo, de Heitor Dahlia. No ano seguinte, conheceu o músico Edgard Scandurra, com quem deu vida ao projeto Les Provocateurs, uma homenagem ao cantor francês Serge Gainsbourg.



O primeiro registro solo, Journal de Bad, chegou apenas em 2010, com 13 faixas, entre autorais, versões e composições inéditas de Jam da Silva, Tatá Aeroplano e Junio Barreto. O quarto e mais recente disco, Frou Frou, veio em 2015, com produção conjunta entre Bárbara e Clayton Martin. A artista considera que a obra reúne músicas “para dançar”.

A abertura do show ficará a cargo do piauiense Fabrício Santos, o Tio, com toques de folk e samba.


Serviços

Bárbara Eugênia voz e violão – Amanhã, às 22h, na Rouge Creperia. Praça de Casa Forte, 570. Ingressos: R$ 15 (1º lote) e R$ 20 (2º lote), disponíveis no site www.sympla.com.br. Fone: 3040-2552.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM