Jornal do Commercio
Videoclipe

Coldplay celebra imigrantes americanos em novo clipe

Sem nenhuma referência ao presidente Donald Trump e sua política migratória, a banda deixou claro que a história dos EUA vai além da influência europeia

Publicado em 17/07/2017, às 19h30

Coldplay / (Foto: Divulgação)
Coldplay
(Foto: Divulgação)
AFP

A banda britânica Coldplay homenageou a contribuição de imigrantes aos Estados Unidos, no videoclipe de sua nova música, Miracles (Someone Special).

Sem nenhuma referência clara ao presidente americano Donald Trump e sua política migratória, a banda deixou claro que a história dos Estados Unidos vai além da influência europeia.

O clipe

O vídeo começa com uma parede repleta de fotos antigas. O plano foca em imigrantes chegando em Ellis Island, a estação no porto de Nova York, que registra a ascendência de 40% dos americanos.

O clipe intercala imagens em sépia de imigrantes europeus com novos americanos de outras origens, como uma família de sikhs de turbante. 



O rapper Big Sean participa da canção, fazendo versos sobre a dificuldade de levar uma vida financeiramente estável nos Estados Unidos atualmente. 

O vídeo foi divulgado no fim de semana, após a canção aparecer no EP Kaleidoscope, lançado na última sexta. 

No começo deste mês, a banda britânica tinha lançado a faixa Aliens após se apresentarem no festival Global Citizen, que visa o fim da pobreza extrema, à margem da cúpula do G20 em Hamburgo. 

A banda disse que o lucro de Aliens será destinado a uma instituição de caridade que resgata imigrantes que tentam fazer a perigosa travessia do mar Mediterrâneo em direção à Europa.

Confira:


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM