Jornal do Commercio
CARNAVAL 2018

Erasmo Carlos encerra o Festival Rec-Beat 2018 com Festa de Arromba

Noite de terça-feira no Cais da Alfândega foi eclética, com artistas como Otto e o grupo Rimas & Melodias

Publicado em 14/02/2018, às 03h36

Erasmo Carlos mesclou músicas novas e antigos sucessos no show que encerrou o Festival Rec-Beat 2018, na terça-feira de Carnaval / Máquina 3/Rec-Beat/Divulgação
Erasmo Carlos mesclou músicas novas e antigos sucessos no show que encerrou o Festival Rec-Beat 2018, na terça-feira de Carnaval
Máquina 3/Rec-Beat/Divulgação
JC Online

Erasmo Carlos encerrou a terça-feira de Carnaval (13/2) no Festival Rec-Beat 2018 com hits como Festa de Arromba, Eu Sou Terrível e Negro Gato. Eles estavam misturados às novas músicas no show Gigante Gentil, que apresenta as mais de 50 décadas de carreira do artista. Entre uma música e outra, o artista conversava brevemente com a plateia, elogiando a recepção das pessoas, falando sobre o amor, sobre a situação do Brasil ou explicando o contexto de algumas composições, por exemplo. Erasmo esbanjou carisma e fez o público dançar ao final de uma noite eclética que teve atrações como o pernambucano Otto e o grupo paulistano Rimas & Melodias.

A chuva caiu algumas vezes ao longo da noite, mas não foi o suficiente para afastar a plateia, que ainda era pequena quando o coletivo inglês Worm Disco Club subiu ao palco. Os DJs tocaram uma mistura de música latina bem dançante, esquentando o clima para o projeto Frevália

Romero Ferro iniciou sua performance com Morrer em Pernambuco e seguiu apresentando releituras de músicas mais novas e clássicos dos carnavais como Banho de Cheiro e É de Fazer Chorar (após pedir rapidamente por um ajuste no som, algo que também foi necessário durante a apresentação de Erasmo). A presença de um intérprete de Libras no palco chamou a atenção do público, que vibrou com as convidadas da noite, Michelle Melo e Natália Matos.

Por falar em Michelle, ela interpretou junto com Romero Ferro uma versão de Diabo Louro, composição de J. Michiles, um dos homenageados do Carnaval do Recife 2018. Mais adiante, ela, Natália e Romero cantaram Frevo Mulher. Na despedida, alguns fãs da artista pediam perto do palco: "Brega! Brega!". Mas, como o intervalo entre as atrações é curto, e a pontualidade é uma das marcas do festival, não houve tempo para o improviso. 



As vozes femininas também foram representadas no Rec-Beat 2018 pelas integrantes do grupo Rimas & Melodias. Em sua primeira apresentação no Recife, as cantoras conquistaram o público com suas qualidades artísticas e a força do discurso presente nas letras. Foram recebidas por fãs que cantavam as músicas perto da grade e interagiram com a plateia também em momentos descontraídos, como o no qual MC Loma foi lembrada. "Escama só de peixe!", falou uma das artistas.

Do hip hop para a música eletrônica, a plateia que foi terça-feira (13/2) ao Cais da Alfândega também conferiu a performance do francês Bernard Fevre e dançou ao som do Black Devil Disco Club. Mais tímido, o artista arriscou algumas palavras em francês, inglês e português.

Otto

Já Otto estava em casa - cantou, dançou e tirou a fantasia enquanto apresentava músicas do álbum Ottomatopeia junto a sucessos da carreira dele. Com a colaboração de amigos, entrou em cena com um cartaz no qual estava escrito "Fora Temer" (mais tarde, parte da plateia puxou um coro de "Lula, Lula"). Os fãs se esbaldaram com músicas como Janaína, Ciranda de Maluco, Crua, Seis Minutos, Cuba e Exu Parade. Com Zé Cafofinho, Otto cantou Xirley.

O show também teve um momento mais emotivo, quando Otto falou sobre o falecimento recente do pai e o homenageou com a música Naquela Mesa (Naquela mesa ele sentava sempre / E me dizia sempre o que é viver melhor / Naquela mesa ele contava histórias / Que hoje na memória eu guardo e sei de cor). O público solidarizou-se com aplausos ao artista e aos familiares dele que estavam presentes.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior
Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM