Jornal do Commercio
HOMENAGENS

Artistas e fãs lamentam morte de Dona Ivone Lara

A sambista morreu nessa segunda-feira (16), no Rio de Janeiro

Publicado em 16/04/2018, às 21h48

Dona Ivone Lara morreu aos 97 anos / Foto: Divulgação
Dona Ivone Lara morreu aos 97 anos
Foto: Divulgação
JC Online

Artistas e fãs de Dona Ivone Lara estão utilizando as redes sociais para lamentar a morte da sambista, nessa segunda-feira (16), aos 97 anos. A 'Rainha do Samba' lutava contra uma infecção renal, com complicações causadas pela idade.

Leci Brandão, Arlindinho e Dudu Nobre estão entre os sambistas que publicaram homenagens à cantora.

No Twitter, Dona Ivone integra a lista de assuntos mais comentados. 

 

Trajetória

Ivone Lara compôs sua primeira música ainda criança, mas foi somente depois de trabalhar durante 37 anos no serviço público que se liberou para ser artista. Ela colecionou parcerias com artistas como Caetano Veloso, Jorge Aragão e Hermínio Bello de Carvalho.



Contrária à educação conservadora que recebeu e até do desejo do marido de deixá-la longe da música, ela foi passista de escola de samba até se tornar a primeira integrante feminina da ala de compositores do Império Serrano. É autora de músicas antológicas como Acreditar, Sonho Meu e Alguém me Avisou.

Sua trajetória inspirou um grande projeto, que contou com CDs, DVD, especial na televisão, fichário de partituras e um livro, Dona Ivone Lara - A Primeira Dama do Samba (Sonora), escrito pelo jornalista Lucas Nobile.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM