Jornal do Commercio
DIA DAS MÃES

Loja aumenta preços para que mães não recebam utensílios domésticos

A Oechsle quer combater o costume de alguns filhos de darem objetos relacionados ao afazeres domésticos às mães

Publicado em 09/05/2017, às 16h10

A campanha mostra aumentos absurdos no preço para incentivar novos presentes para as mães / Reprodução
A campanha mostra aumentos absurdos no preço para incentivar novos presentes para as mães
Reprodução
Estadão Conteúdo

Mesmo em 2017, muitas listas de presentes para o Dia das Mães ainda incluem itens que remetem à afazeres domésticos, como panelas e máquinas de lavar, ao invés de produtos feitos para as próprias mulheres. Pensando em mudar isso, uma loja de departamento peruana lançou uma campanha para dificultar a compra desses itens.

A Oechsle publicou um vídeo em que explica a ação: foram convidadas algumas mães e elas contaram os presentes que menos gostaram de ganhar de seus filhos. Entre os itens citados estão peneira, panela, liquidificador, aspirador de pó, balança e ferro de passar.



DIA DAS MÃES

O resultado foi a campanha #LoQueMamáSiQuiere (O Que Mamãe Quer Sim), em que os produtos citados pelas mães sobem de preço exageradamente, para dificultar que os clientes comprem-os de presente para as mães.

O vídeo mostra que uma tábua de cozinha que antes custava 27 novos sóis (cerca de R$ 26) passou a custar 1200 novos sóis (cerca de R$ 1165). Já flores de plástico, que saiam por 25 novos sóis (R$ 24,20), nos dias próximos ao Dia das Mães fica por 5.635 novos sóis (R$ 5.471).


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM