Jornal do Commercio
DIA DAS MÃES

Loja aumenta preços para que mães não recebam utensílios domésticos

A Oechsle quer combater o costume de alguns filhos de darem objetos relacionados ao afazeres domésticos às mães

Publicado em 09/05/2017, às 16h10

A campanha mostra aumentos absurdos no preço para incentivar novos presentes para as mães / Reprodução
A campanha mostra aumentos absurdos no preço para incentivar novos presentes para as mães
Reprodução
Estadão Conteúdo

Mesmo em 2017, muitas listas de presentes para o Dia das Mães ainda incluem itens que remetem à afazeres domésticos, como panelas e máquinas de lavar, ao invés de produtos feitos para as próprias mulheres. Pensando em mudar isso, uma loja de departamento peruana lançou uma campanha para dificultar a compra desses itens.

A Oechsle publicou um vídeo em que explica a ação: foram convidadas algumas mães e elas contaram os presentes que menos gostaram de ganhar de seus filhos. Entre os itens citados estão peneira, panela, liquidificador, aspirador de pó, balança e ferro de passar.



DIA DAS MÃES

O resultado foi a campanha #LoQueMamáSiQuiere (O Que Mamãe Quer Sim), em que os produtos citados pelas mães sobem de preço exageradamente, para dificultar que os clientes comprem-os de presente para as mães.

O vídeo mostra que uma tábua de cozinha que antes custava 27 novos sóis (cerca de R$ 26) passou a custar 1200 novos sóis (cerca de R$ 1165). Já flores de plástico, que saiam por 25 novos sóis (R$ 24,20), nos dias próximos ao Dia das Mães fica por 5.635 novos sóis (R$ 5.471).


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM