Jornal do Commercio
Samba

Jorge Aragão fará duas apresentações no Recife, em maio

Cantor fará shows intimistas no Manhattan, dias 19 e 20

Publicado em 12/05/2017, às 13h20

Jorge Aragão fará apresentações intimistas no Recife / Reprodução
Jorge Aragão fará apresentações intimistas no Recife
Reprodução
JC Online

Recuperado de problemas de saúde, Jorge Aragão não vê a hora de voltar aos palcos. Um dos primeiros locais a receber o cantor será o Recife, onde ele fará shows dias 19 e 20 de maio, no Manhattan Café Theatro. A abertura das apresentações fica por conta dos Garçons Cantores.

Com proposta intimista, as apresentações farão uma releitura da carreira de Jorge Aragão, que já lançou 20 discos. No repertório das noites estão sucessos como Malandro, Coisa De Pele, Identidade, Papel de Pão e Coisinha do Pai, entre outros. Um dos fundadores do Grupo Fundo de Quintal, Aragão também traz canções como Lucidez e Do Fundo do Nosso Quintal.



PARCERIAS

Ao longo de sua carreira, Jorge Aragão já viu suas composições ganharem novas releituras nas vozes de grandes intérpretes do samba e da MPB, como Beth Carvalho, Alcione, Leci Brandão, Ney Matogrosso, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara, Negritude Jr., Exalta Samba, Art Popular, Elba Ramalho e Jair Rodrigues, entre outros. Além do samba e pagado, Aragão canta também os ritmos do Norte, Nordeste e o amor como poucos.


Serviços

Shows de Jorge Aragão, no Manhattan Café Theatro (Rua Francisco da Cunha, 881, Boa Viagem). Quando: sexta (19 de maio) e sábado (20 de maio), às 21h. Couvert: R$ 120,00 Informações e reservas: 3325.3372

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM