Jornal do Commercio
Recital

Plácido Domingo Jr. e Nádia Figueiredo trazem leveza ao erudito

No repertório da dupla, tem bossa nova, jazz e clássicos

Publicado em 15/06/2017, às 07h47

Placido Domingo Jr. e Nádia Figureido, um show leve / foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Placido Domingo Jr. e Nádia Figureido, um show leve
foto: Filipe Jordão/JC Imagem
JOSÉ TELES

Filho do espanhol Plácido Domingo, um dos mais famosos tenores da história do canto lírico, Plácido Domingo Jr. (nascido na Cidade do México) poderia ter seguido a mesma trilha e talvez fosse hoje um barítono igualmente famoso. Porém preferiu a música popular, com aprovação do pai: "Ele até ficou feliz pela minha escolha, porque para o canto lírico seria necessária uma disciplina que eu não tenho", comenta Placido, que se apresenta hoje e amanhã, no Teatro de Santa Isabel, com a soprano Nádia Figueiredo no show Juntos. Os dois cantam acompanhados por João Carlos de Assis Brasil (piano), Antón Caballo (violino), Alexandre Ito (contrabaixo), Ary Dias (percussão) e Pedro Huff (violoncelo, professor da UFPE).

Nádia Figueiredo confessa que demorou a se tornar cantora, embora desde criasse mostrasse inclinações para a música, inicialmente como compositora. "Ganhei um prêmio na escola, com uma música que escrevi chamada S.O.S para o Brasil, mas comecei tarde no canto lírico. Antes fiz um curso de artes cênicas, mas era uma péssima atriz, não tinha talento para fazer novela, cinema. Terminei o curso e passei para a música", conta ela, que estudou canto lírico, violão clássico porém, assim como Plácido Domingos Jr, optou pelo popular:

"Me aprofundei no samba-­canção, em sambas antigos, e ao mesmo tempo cantava música erudita. O professor queria que eu cantasse canções da Broadway, mas eu preferia outras músicas. Mais tarde passei a cantar em vários idiomas, o que me agregou muita coisa", conta Nádia, que enfatizou por um tempo a música hebraica, citando a cantora Ofra Haza, judia nascida no Iêmen, criada em Israel, badalada nos anos 1980, tanto no pop, quanto na música étnica: "Canto música hebraica com sotaque flamenco, um gênero que não foi criado apenas por árabes e ciganos. Paco de Lucia descobriu partituras comprovando isto", explica a soprano.




Plácido Domingos Jr., além de cantor, é também produtor, e compositor. Foi gravado por nomes conhecidos como Michael Bolton. Assim como Nádia Figueiredo, ele demorou a escolher a música como profissão, o que só aconteceu em 2008, quando compôs melodias para poemas do papa João Paulo II, gravados por seu pai, no disco Amore Infinito­ Songs Inspired by the Poems of John Paul II ­ Karol Wojtyla: "Meu pai me pediu que eu fizesse uma gravação guia para ele aprender as canções. Gostou tanto do resultado, que me incentivou a seguir a carreira de músico", conta Plácido. Ele e Nádia Figueiredo tornaram amigos pelas redes sociais, amizade selada com o clipe da música The Way You Look Tonight (Dorothy Fields/Jerome Kern), com Plácido gravando suas imagens na Itália, e Nádia no Brasil.

TV JC

Plácido Domingos Jr. e Nádia Figueiredo bateram um papo com Romero Rafael na TV JC. Confira:

REPERTÓRIO

Canções do repertório de Frank Sinatra (como a citada The Way You Look Tonight), do qual Plácido Domingos Jr. é especialista, música erudita, e bossa nova (Garota de Ipanema, de Tom e Vinicius, e Manhã de Carnaval, de Antônio Maria e LUis Bonfá), estão no set­list, do show que tem 1h30 de duração: "A ideia é fazer com que o público se aproxime da música de concerto,  fazendo um show leve e divertido", diz Nádia Figueiredo.

Show Juntos, com Placido Domingo Jr e Nádia Figueiredo, hoje e amanhã , no Sta Isabel, 20h30, Ingressos: R$ 250), R$ 125, R$ 160 + 1 kg de alimento (ingresso social). Fone: 3355.3323


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM