Jornal do Commercio
Autobiografia

Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, conta sua vida em livro

'Bibi Perigosa' revela detalhes de como ela se transformou na Baronesa do Pó

Publicado em 16/08/2017, às 12h15

Fabiana Escobar inspirou Bibi Perigosa / Reprodução
Fabiana Escobar inspirou Bibi Perigosa
Reprodução
Pedro Rocha, especial para o Estado

A história real que inspirou a Bibi Perigosa, vivida por Juliana Paes na novela A Força do Querer, da autora Gloria Perez, chega agora às prateleiras das livrarias reeditada pela Novo Século - e já figura entre os livros mais vendidos. Em sua autobiografia, que não por acaso tem o título de Perigosa, Fabiana Escobar retrata em detalhes o mundo do tráfico de drogas na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, onde foi apelidada de "Baronesa do Pó".

O apelido veio quando o então marido, Saulo de Sá da Silva, comandava o tráfico na região como o Barão do Pó. Fabiana e Saulo foram casados por mais de 10 anos, a maior parte deles sem qualquer envolvimento com atividades ilícitas, e o divórcio veio em 2010, já após a prisão (e a fuga) do "Barão". O livro, porém, veio ainda depois, com um empurrão da mídia e um conselho de Gloria Perez.

"Escrevi Perigosa quando houve a ocupação da Rocinha, em 2011, após a exibição uma matéria sobre mim no Fantástico", conta Fabiana em entrevista ao Estado. "Comecei a sofrer ataques, me procuraram para questionar sobre tudo que aconteceu, e eu pensei que deveria responder a todos de uma vez, escrevendo no meu blog "

O conselho de Gloria Perez para que os relatos fossem transformados em livro veio quando a autora descobriu o blog de Fabiana, na época em que ainda fazia pesquisas para sua novela anterior, Salve Jorge. Assim que a primeira versão do livro saiu, Gloria disse para Fabiana que a Globo entraria em contato, pois ela pretendia fazer uma minissérie baseada na autobiografia A tal série não veio, por um motivo que Fabiana desconhece, mas a sua história agora é contada na novela.

"Está um espetáculo, a Juliana (Paes) mergulhou de cabeça na personagem", elogia sua intérprete, que estudou vídeos seus para incorporar a Bibi Perigosa da TV. "Quem me conhece e assiste à novela fala que nem consegue enxergar a Juliana, só vê a mim", diz empolgada.



Apesar desse livro autobiográfico, a escrita não foi novidade na vida de Fabiana, que redigia histórias para suas bonecas na infância. "Quando era adolescente, cismava que faria uma novela. Escrevia capítulos e dava para minha irmã e minhas amigas, que pediam mais."

SOFRIMENTO

Depois do sofrimento que passou, não só com Saulo, mas também com o primeiro namorado, na adolescência, um jovem líder do tráfico assassinado na favela, o processo de escrita não foi fácil. "Nunca consegui reler, se começo, entro na história de novo e me emociono muito, nem identifico erros no texto." A função de revisar coube aos dois filhos e à sua mãe. Todos apoiaram a decisão de Fabiana de contar sua história. "Percebo que ficaram orgulhosos de mim, por transformar algo tão ruim em uma coisa boa."

Para Fabiana, o principal objetivo no livro, além de esclarecer, com suas próprias palavras, sua história de vida, é passar a mensagem de que é possível sair do mundo do tráfico, mesmo sem deixar a comunidade. "As pessoas podem ver que é possível melhorar e dar uma virada na vida", diz a escritora, que até hoje ainda mora no morro - e sem medo. "Eles (traficantes) me veem. Não mexo com eles e eles não mexem comigo."

Empolgada, já prepara os próximos livros. "Vou lançar um infantil, uma história que inventei e que contava para meus filhos." Já outro, Eternamente Juntos, é um romance com toques de ficção científica, para jovens e adultos. "Totalmente fora da realidade do morro."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Serviços

"Bibi Perigosa". de Fabiana Escobar. Editora: Novo Século (256 págs., R$ 34,90)

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM