Jornal do Commercio
Desculpas

Em vídeo após agressão, Naldo chora e pede perdão à Mulher Moranguinho

Cantor, que chegou a ser preso por porte ilegal de armas, diz que está se tratando

Publicado em 07/12/2017, às 14h58

Aos prantos, cantor diz que quer recuperar sua família / Facebook/Reprodução
Aos prantos, cantor diz que quer recuperar sua família
Facebook/Reprodução
JC Online

Naldo Benny, que foi detido pela polícia, quarta-feira (6), por porte ilegal de arma, publicou vídeo nesta quinta-feira (7) se desculpando à esposa, Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, que o acusa de agressão. Chorando, ele afirma que vai fazer de tudo para recuperar a família.

No vídeo, o cantor fala sobre o porte de arma de fogo, uma pistola calibre 7,65, que não possuía registro, motivo que o levou à delegacia. Foi Ellen quem contou à polícia sobre a arma. 

"A arma não teve nada a ver com a briga. Ela estava aqui em casa por conta de assalto que eu tive aqui. Eu nem sabia onde estava a arma. A Ellen fala isso no depoimento dela", afirmou.



Segundo a modelo, Naldo a agredia há sete anos e, após a denúncia, ela se mudou da residência do casal junto com a filha de 2 anos. No vídeo, o cantor afirma que vai fazer de tudo para recuperar a família e afirma que está está buscando tratamento psicológico.

"Quero incansavelmente pedir perdão à minha mulher. Eu amo muito a minha mulher. Quem me conhece sabe o cara de bem que eu sou. O quanto estou buscando me cuidar com profissionais, com situações que ela mesma falava para mim. Estou aqui morrendo de saudade da minha filha, da minha mulher. Estou aqui no quartinho dela olhando todas fotos nossas, arrependido, destruído, sem a menor vergonha de falar. Eu sei que as pessoas vão me bater, me julgar", afirmou o cantor no vídeo.

 

ASSISTA AO VÍDEO:


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por PAPA,07/12/2017

CABRA FEIO CHORANDO AGORA QUE A MUIÉ NÃO QUER SO QUEM QUER ESSE BONITINHO É A MARIA DA PENHA



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM