Jornal do Commercio
Pray For London

Comovida, Adele se emociona em ir até prédio em Londres após incêndio

Local da tragédia que deixou 17 mortos recebeu a visita da cantora

Publicado em 15/06/2017, às 13h00

Adele se comoveu com a tragédia que vitimou 17 pessoas em Londres. / Foto: Facebook/Reprodução
Adele se comoveu com a tragédia que vitimou 17 pessoas em Londres.
Foto: Facebook/Reprodução
JC Online

A cantora Adele fez uma visita ao prédio em Londres que passou por um incêndio que deixou 17 mortos na madrugada de quarta-feira (14). A artista chegou ao local menos de 24 horas após o acidente e, segundo relatos nas redes sociais, ofereceu ajuda para as pessoas afetadas com a tragédia. De acordo com a mídia local, Adele abraçava e tentava confortar as vítimas.

Nas imagens que circulam pelas redes, Adele aparece bastante emocionada com a situação. A cantora estava acompanhada do marido, Simon Konecki.



O incêndio atingiu a torre Grenfell, no oeste de Londres e até o momento, não há indícios que o incidente tenha sido provocado por uma ação terrorista. De acordo com o portal G1, além dos 17 mortos, o comandante da polícia, Stuart Cundy, afirmou que 37 vítimas seguem internadas, sendo que 17 estão em estado crítico. Ao todo 78 pessoas precisaram ser hospitalizadas após o incêndio.

VEJA ALGUMAS FOTOS DE FÃS DA VISITA DE ADELE:

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM