Jornal do Commercio
Ouro maciço e diamantes

Justin Bieber vai ganhar réplica do seu pênis em ouro maciço

A peça, que será leiloada para uma organização de caridade, terá 24 quilates de ouro e anel adornado com 50 diamantes

Publicado em 19/06/2017, às 17h40

Justin Bieber / Foto: Divulgação
Justin Bieber
Foto: Divulgação
JC Online

Segundo informações do site norte-americano de entretenimento TMZ, um empresa de brinquedos sexuais ofereceu a Justin Bieber US$ 50 mil (R$ 164 mil) para que ela possa criar uma réplica em ouro 24 quilates do seu pênis, com o intuito de leiloa-lo para uma organização de caridade de sua escolha.

Entenda

Jeff Dillon, consultor da rede Man Shop, fez a oferta oficial por uma carta ao agente de Justin, Scooter Braun. Em trecho da carta, dizia "a companhia quer imortalizar o membro do galã canadense em ouro puro e pedras preciosas."



"Dizem que Justin é bem dotado e gostaríamos de ter a oportunidade de mostrar isso", Dillon escreveu em outra parte da carta.

"Como parte da oferta, gostaríamos de criar esse 'brinquedo' de alta qualidade e leiloá-lo a quem pagar mais, então doar os lucros para uma organização de caridade da escolha de Justin", disse o consultor, acrescentando que o brinquedo também teria um 'anel adornado com 50 diamantes em sua base'.

Dillon disse em um depoimento na quinta-feira (15):

"Após quase nove anos na indústria do entretenimento, milhões de vendas e a habilidade para criar sucessos, queremos homenagear Justin com essa oferta única. Como o líder em vendas de produtos para adultos, acreditamos que esse brinquedo sexual de ouro seria um reconhecimento para Justin, seus fãs e sua organização de caridade preferida, assim como o melhor 'brinquedo' para o maior fã de Justin Bieber", afirmou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM