Jornal do Commercio
DESABAFO

Maisa Silva pede, no YouTube, fim de tabu sobre menstruação

''Não é um monstro de sete cabeças, é natural do seu corpo'', disparou a atriz, de 15 anos

Publicado em 11/08/2017, às 11h41

Maisa Silva mantém um canal no YouTube / Foto: Reprodução/YouTube
Maisa Silva mantém um canal no YouTube
Foto: Reprodução/YouTube
Da Estadão Conteúdo

Maisa Silva usou o seu canal do YouTube para falar abertamente sobre menstruação, um assunto que ainda é encarado por muitos como um tabu. A atriz, que aos 15 anos não tem medo de encarar o tema, começou com uma reflexão.

"Por que menstruação é um tabu na nossa sociedade? Por que falar de menstruação ainda gera polêmica? Eu já tuitei várias vezes, porque cara, meus tweets são de sono, fome, cólica, porque são coisas que acontecem na minha vida e eu tô afim de compartilhar. A gente tá batendo um papo reto sobre as coisas que as 'minas' passam, sim", desabafou.

Maisa então falou sobre um incidente que teve com sua menstruação na escola, problema para várias adolescentes. "Minhas amigas me fizeram rir tanto, que eu dei uma gargalhada e nessa gargalhada foi um 'tsunami'. Eu levantei e aquele banco branco estava vermelho. Fiquei nervosa, pensei 'tem um monte de gente aqui', 'vai todo mundo ver'", disse. "Mas, resumindo, ninguém percebeu", completou a atriz.



Ela também revelou que teve sua primeira menstruação aos 12 anos e que, apesar de sempre ter sofrido emocionalmente com a tensão pré-menstrual (TPM), este ano a situação piorou: "Estou tendo dor de cabeça e cólica. Eu sinto uma cólica que não sei de onde vem, tô em qualquer lugar, fazendo show, fazendo evento, e tenho que ficar com uma bolsa de água quente", disse.

A atriz terminou o vídeo ressaltando a importância de encarar a menstruação com naturalidade e não esconder para si mesma quando estiver sofrendo com cólicas ou qualquer outro sintoma da TPM. "Você está morrendo de cólica, mas não precisa ficar presa. Pode falar para o professor que quer ir na enfermaria. Não é um monstro de sete cabeças, é natural do seu corpo", finalizou.

ASSISTA AO VÍDEO DE MAISA:


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM