Jornal do Commercio
Bolsa de Valores

Bolsas de NY fecham em alta impulsionadas por balanços e plano fiscal

Desapontamentos com a proposta fiscal podem levar a uma onda de venda das ações na bolsas

Publicado em 20/04/2017, às 20h30

Os papéis dos setores industrial e financeiro mexeram com as bolsas / Foto: AFP
Os papéis dos setores industrial e financeiro mexeram com as bolsas
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira (20) impulsionadas pelos papéis dos setores industrial e financeiro, que aceleraram os ganhos após o secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, dizer que planeja lançar sua proposta de reforma tributária "muito em breve". Ele também prometeu que uma revisão abrangente do código tributário será feita.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,85%, aos 20.578,71 pontos; o S&P 500 subiu 0,76%, para 2.355,84 pontos; e o Nasdaq avançou 0,92%, encerrando aos 5.919,78 pontos. Na semana, o Dow Jones subiu 0,61%; o S&P 500 ganhou 1,15% e o Nasdaq avançou 1,92%.

"Os comentários de Mnuchin foram a cereja do bolo hoje", disse R J. Grant, da KBW, acrescentando que os balanços sólidos desta quinta-feira também deram apoio às ações durante toda a sessão.



A American Express disparou 6% após divulgar um queda do lucro menor do que se esperava. As ações do Citizens Financial Group, que registrou um recorde nos ganhos do primeiro trimestre, subiram 3%.

As ações do setor industrial subiram 1,3% no S&P 500, conduzidas pelo ganho de 5,8% da CSX, após a companhia superar as estimativas do Wall Street Journal no balanço de ontem.

Alguns traders temem que o mercado acionário esteja vulnerável a uma reversão. Desapontamentos com a proposta fiscal, seja na forma de atrasos na legislação ou de cortes de impostos menores que o esperado, podem levar a uma onda de venda das ações, de acordo com Eric Aanes, presidente da Titus Wealth Management.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM