Jornal do Commercio
Oportunidade

Marinha abre concurso para soldado fuzileiro naval

Durante o curso, aprovados recebem bolsa de R$ 590,00 por mês. O salário inicial de um fuzileiro naval após o curso é de R$ 1.250,00

Publicado em 25/03/2013, às 15h30

Marinha abre vaga para fuzileiros navais / Divulgação/Marinha

Marinha abre vaga para fuzileiros navais

Divulgação/Marinha

Da Editoria de Economia

 

O Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha abriu 1.620 vagas para o concurso de admissão às turmas I e II de 2014 do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais. As inscrições estão abertas até o dia 18 de abril e podem ser feitas pelo site www.mar.mil.br/cgcfn no link “Concursos”. Também é possível fazer a inscrição presencialmente, nos endereços listados no edital.

Durante o curso, os candidatos aprovados recebem uma ajuda de custo de R$ 590,00 por mês. Após aprovação no curso, o recruta será nomeado soldado fuzileiro naval e receberá a remuneração mensal inicial de R$ 1.250,00. 

Entre os requisitos estão ser brasileiro do sexo masculino, com idade entre 18 e 21 anos. O curso de formação terá 17 semanas de duração e e será conduzido no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves, no Rio de Janeiro, e, simultaneamente, no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília, em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

 

 

 

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM