Jornal do Commercio
SERVIÇO

Correios acabam com e-Sedex e fretes em lojas online podem ficar mais caros

O e-Sedex é um serviço dos Correios exclusivo para comércio eletrônico

Publicado em 16/06/2017, às 19h02

Serviço descontinuado na próxima segunda-feira (19) / Foto: Divulgação
Serviço descontinuado na próxima segunda-feira (19)
Foto: Divulgação
editoria de Economia

Os Correios decidiram acabar com um dos seus principais produtos, o e-Sedex, modalidade exclusiva para comércio eletrônico. O serviço tinha o mesmo prazo do Sedex convencional, mas o frete era mais barato. O produto será descontinuado na próxima segunda-feira (19). Agora, todas as postagens de encomendas deverão ser realizadas por SEDEX ou PAC.

O que difere é que a área de cobertura é restrita a algumas cidades e há o limite de peso de objetos postados, de até 15 quilos.



Segundo os Correios, "motivo para o fim do e-SEDEX é a implantação da Política Comercial da empresa, que reorganizou o portfólio de serviços, de modo a garantir a capacidade da estatal na prestação adequada de todos os serviços que atendem ao e-commerce, como SEDEX, PAC, Logística Reversa e CorreiosLog, de forma integrada e não mais sustentada em apenas um produto dedicado".

Encomendas

A decisão foi comunicada às empresas que utilizavam o serviço e confirmada pela assessoria de imprensa da estatal. De acordo com a empresa, as encomendas em trânsito seguem, normalmente, conforme o serviço contratado inicialmente.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM