Jornal do Commercio
BALANÇA COMERCIAL

Balança tem superávit de US$ 1,363 bilhão na 3ª semana de junho

Em 2017, a balança comercial acumula superávit de US$ 32,609 bilhões

Publicado em 19/06/2017, às 17h57

As exportações de produtos básicos subiram 24,6% e as de manufaturados aumentaram em 18,3% / Foto: Pixabay
As exportações de produtos básicos subiram 24,6% e as de manufaturados aumentaram em 18,3%
Foto: Pixabay
Estadão Conteúdo

A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 1,363 bilhão na terceira semana de junho (dias 12 a 18), de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O saldo positivo é resultado de exportações de US$ 3,869 bilhões e importações de US$ 2,506 bilhões.

No acumulado da três primeiras semanas de junho, o superávit foi de US$ 3,585 bilhões, decorrente de embarques de R$ 10,279 bilhões e compras de US$ 6,693 bilhões.

Pela média diária de exportações, houve crescimento de 22,8% nas vendas ao exterior nas três primeiras semanas de junho em relação ao mesmo mês em 2016, principalmente pelo desempenho dos bens semimanufaturados (alta de 28,3%). As exportações de produtos básicos subiram 24,6% e as de manufaturados aumentaram em 18,3%.



Na mesma comparação, as importações subiram 4,8%, com alta nos gastos com bebidas e álcool (170,6%), combustíveis e lubrificantes (75,1%), adubos e fertilizantes (36,4%), plásticos e obras (24,9%), equipamentos elétricos e eletrônicos (17,0%) e veículos automóveis e partes (13,0%).

ACUMULADO

Em 2017, a balança comercial acumula superávit de US$ 32,609 bilhões, resultado de exportações de US$ 98,205 bilhões e importações de US$ 65,596 bilhões. No acumulado do mesmo período em 2016, o saldo era positivo em US$ 22,031 bilhões.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM