Jornal do Commercio
Taxa Selic

Projeção da Selic no fim de 2017 cai de 8,25% ao ano para 8,00% ao ano

O Banco Central informou que o ritmo de cortes da Selic vai depender da atividade econômica

Publicado em 17/07/2017, às 09h31

Para 2018, a expectativa foi de 7,88% para 7,75% / Foto: Pinterest/ Reprodução
Para 2018, a expectativa foi de 7,88% para 7,75%
Foto: Pinterest/ Reprodução
Estadão Conteúdo

Na esteira da divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br) de maio, os economistas do mercado financeiro reduziram suas projeções para a Selic para o fim de 2017. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, 17, que a mediana das previsões para a Selic este ano passou de 8,25% para 8,00% ao ano. Há um mês, estava em 8,50%.

O relatório indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permaneceu em 8,00%, ante 8,50% de um mês atrás.

No Relatório Trimestral de Inflação (RTI) publicado em 22 de junho, o BC deixou as portas abertas para a continuidade do ritmo de corte da Selic, de 1 ponto porcentual, na reunião de política monetária de julho. No documento, o BC reiterou que o ritmo de cortes da Selic dependerá da atividade econômica, dos riscos para o cenário de inflação, das reavaliações sobre o ciclo e das expectativas para o IPCA.



Índice de Atividade

Na última sexta-feira, foi a vez de o BC informar que seu Índice de Atividade (IBC-Br) cedeu 0,51% em maio ante abril - um claro sinal de que a atividade está longe de trazer pressão para os preços no Brasil.

No relatório Focus de hoje, a Selic média de 2017 passou de 10,22% para 10,16% ao ano. Há um mês, a mediana da taxa média projetada era de 10,28%. No caso de 2018, a Selic média foi de 8,17% para 8,00%, ante 8,50% de quatro semanas atrás.

Para o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a taxa básica terminará 2017 em 7,75% ao ano, ante 8,00% projetados há uma semana. Há um mês, a mediana projetada era de 8,50%. Para 2018, a expectativa foi de 7,88% para 7,75%, ante 8,00% de um mês antes.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM