Jornal do Commercio
Varejo

Varejo cresce 7,9% na 1ª quinzena de julho ante mesmo período de 2016

'É um resultado positivo, mas que deve ser comemorado com cautela', afirmou o presidente de associação comercial, com relação ao crescimento

Publicado em 17/07/2017, às 18h33

Varejo cresce quase 8% em julho / Foto: ABr
Varejo cresce quase 8% em julho
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

As vendas do varejo paulistano cresceram em média 7,9% na primeira quinzena de julho em comparação com igual período do ano passado, apurou a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A variação representa a maior alta quinzenal registrada no ano e, na avaliação da associação, reforça a tendência de recuperação.

"Apesar da crise institucional que abala o País, os dados continuam mostrando recuperação, ainda que insuficiente para cobrir as perdas dos últimos anos ou até mesmo do ano passado. Em resumo, é um resultado positivo, mas que deve ser comemorado com cautela", comenta o presidente da ACSP, Alencar Burti.



O desempenho foi sustentado, principalmente, pelo avanço nos negócios à vista, que cresceram 11,2% na mesma base de comparação. Já as vendas a prazo subiram 4,5%. Para a ACSP, as baixas temperaturas no começo do mês estimularam as vendas de vestuário, assim como "a liberação do FGTS, a queda dos juros e o alongamento dos prazos, o forte recuo da inflação e a recuperação da massa salarial". Burti lembra, entretanto, que o avanço positivo também é explicado por uma fraca base de comparação.

Recuo

Na comparação com os 15 primeiros dias de junho, foi verificado um recuo de 10,4% em julho. A ACSP explica que tanto o Dia dos Namorados no mês passado quanto as férias escolares em julho geraram efeitos sazonais já esperados. "Vale ressaltar que esta quinzena teve um dia útil a mais. E até mesmo por isso essa queda de 10,4% (-3% no segmento a prazo e -17,8% no à vista) foi menor do que a média dos últimos três anos, de -11,9%)", complementa Burti.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM