Jornal do Commercio
MERCADO

Petrobras analisa emissão de renda fixa no mercado nacional

O fluxo de caixa livre da Petrobras totalizou R$ 9,4 bilhões no segundo trimestre deste ano

Publicado em 11/08/2017, às 15h30

O diretor executivo financeiro afirmou também que a
O diretor executivo financeiro afirmou também que a "grande notícia" positiva é que as fontes tradicionais de financiamento da empresa agora estão disponíveis
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

A Petrobras está analisando uma emissão de renda fixa no mercado nacional, informou Ivan Monteiro, diretor executivo financeiro da estatal, durante teleconferência com investidores e analistas. Ainda segundo ele, não está sendo planejada uma captação no mercado internacional ainda neste ano.

Monteiro lembrou ainda que a Petrobras fez uma grande captação a custos inferiores aos que a companhia pagou em 2014. A esse respeito, a gerente executiva de Relações com Investidores, Isabela Carneiro da Rocha, citou que o custo dos títulos tem caído no mercado.

O diretor executivo financeiro afirmou também que a "grande notícia" positiva é que as fontes tradicionais de financiamento da empresa agora estão disponíveis. Ele disse que era "com grande alegria" que talvez, nos próximos 180 dias, a Petrobras voltaria a operar com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à semelhança das operações com o Banco de Desenvolvimento da China.

Os executivos foram questionados sobre o tamanho do caixa da empresa por um analista do mercado. Monteiro disse que, do início de 2015 até agora, havia necessidade de a empresa fazer frente à perda do grau de investimento. "O caixa era uma preocupação muito grande, porque isso dificultava as opções de liquidez para a companhia", afirmou.

"Hoje mantemos a liquidez... Consideramos as dificuldades adicionadas por riscos de natureza geopolítica, como as questões relativas à Coreia do Norte, e a volatilidade do preço do petróleo. Há também a questão da class action (ação coletiva) nos Estados Unidos", disse Monteiro.

A respeito desse tópico, Isabela explicou que a projeção de fluxo de caixa é chegar ao fim do ano com saldo de US$ 20 bilhões.



O fluxo de caixa livre da Petrobras totalizou R$ 9,4 bilhões no segundo trimestre deste ano, ficando positivo por nove trimestres consecutivos.

A respeito do balanço, Isabela lembrou que o resultado sofreu os efeitos da adesão da petroleira ao Programa de Regularização Tributária (PRT) e Programa Especial de Regularização Tributária (PERT). Apenas com o PERT, o impacto no resultado foi de quase R$ 6 bilhões. "Tivemos impacto negativo com PERT, mas encaminhamos o contencioso da empresa", disse a gerente.

Outros fatores que afetaram o balanço no segundo trimestre, lembrou Isabela, foram a desvalorização do petróleo Brent e a depreciação do real.

Ainda em sua apresentação, Isabela relatou, sobre o P-66 (Lula Sul), que estão sendo planejados mais dois novos poços produtores neste ano. Já sobre a unidade Pioneiro de Libra, a empresa aguarda a conexão do primeiro poço para entrada em produção no terceiro trimestre deste ano.

BR Distribuidora

Após o ingresso da Petrobras no programa Destaque em Governança de Estatais da B3, nesta semana, Monteiro disse que pode-se esperar também a adesão da BR Distribuidora. O executivo lembrou ainda que a abertura de capital da controlada será no Novo Mercado, segmento de mais elevadas exigências de governança corporativa da bolsa de valores.

No que tange à governança corporativa da Petrobras, Monteiro disse que os investidores podem esperar uma blindagem de políticas que garantam retorno ao acionista.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM