Jornal do Commercio
PESQUISA

Estudo: número de milionários no Brasil deve crescer 81% em 5 anos

O documento mostra ainda que a riqueza global nos 12 meses até a metade deste ano cresceu 6,4%

Publicado em 14/11/2017, às 13h22

O estudo aponta uma mudança na origem dos milionários / Foto: Agência Brasil
O estudo aponta uma mudança na origem dos milionários
Foto: Agência Brasil
ESTADÃO CONTEÚDO

A despeito dos últimos anos de recessão, o número de milionários no Brasil deverá saltar 81% em cinco anos e alcançar 296 mil pessoas em 2022. Estudo do Credit Suisse mostra que na América Latina o País que registrará um maior crescimento do número de milionários será a Argentina, que chegará em 68 mil daqui a cinco anos, ante 30 mil em 2017. Os Estados Unidos lideram a lista, com 15,356 milhões de milionários, volume que deve crescer 16% no mesmo intervalo.

Considerando o mesmo período, a oitava edição do Global Wealth Report produzido pelo banco suíço mostra que em cinco anos o mundo terá 719 bilionários a mais, indo para próximo de três mil. Desse total, 130 serão da América do Norte e 205 da China. Outros 235 bilionários terão origem a Europa e 33 serão russos.

O estudo aponta uma mudança na origem dos milionários, que antes eram mais concentrados nos países mais maduros. Outra questão que mostra a pesquisa é a distribuição de renda.



Segundo o documento, 3,5 bilhões de adultos tem riqueza abaixo de US$ 10 mil, ou 2,7% da riqueza global. Por outro lado, 36 milhões de milionários, que correspondem a 1% da população adulta global, possui 46% da riqueza.

O documento mostra ainda que a riqueza global nos 12 meses até a metade deste ano cresceu 6,4% para US$ 280 trilhões.

No período o mundo viu ainda um aumento de 2,3 milhões de milionários. Estudo aponta, por outro lado, que alguns países perderam milionários nesse período, especialmente por conta de depreciação cambial, caso do Reino Unido e Japão.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por LYRA,14/11/2017

Tenho plena certeza que pelo menos 90% deses 81% são formados por BANDIDOS, ou seja, políticos, ASPONES de políticos e empresários corruptos, todos metidos em desvios de verbas públicas pois, de trabalho nessa zona chamada brasil, jamais irá se tornar milionário, no máximo terá uma vida melhor que os pobres. Picciani, teve seu patrimônio aumentado em 900% nos últimos 20 anos, qual o brasileiro honesto que teve esse variação em seu patrimônio, acho eu que nenhum e, no final disso tudo, talvez iremos ver como o homem mais rico do país, o chefe da quadrilha, o meliante Michel Temer.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM