Jornal do Commercio
SERVIÇOS

IBGE: serviços prestados às famílias atingem ponto mais baixo

A maior perda foi no setor de restaurantes, que representam 45% dos serviços prestados. Segundo pesquisadores, as pessoas estão levando mais marmitas de casa

Publicado em 13/04/2018, às 13h05

"O principal impacto da perda são restaurantes, 45% dos serviços prestados às famílias como um todo são restaurantes", apontou Rodrigo Lobo, analista da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Estadão Conteúdo

Após meses de perdas consecutivas, o setor de Serviços prestados às famílias atingiu em fevereiro o ponto mais baixo da série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços, iniciada em janeiro de 2011 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A atividade de serviços prestados às famílias está 17,5% abaixo do pico registrado em outubro de 2013.

"O principal impacto da perda são restaurantes, 45% dos serviços prestados às famílias como um todo são restaurantes", apontou Rodrigo Lobo, analista da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

Nem a melhora recente no mercado de trabalho tem impulsionado o volume de serviços prestados pela atividade. "Os poucos ganhos auferidos pelas famílias não têm se revertido em ganhos nos serviços prestados às famílias", confirmou Lobo. "Tem muita gente levando comida para o trabalho, gente que compra marmita", lembrou.



Segundo o pesquisador, a melhora do segmento depende da decisão de consumo das famílias. Num momento de instabilidade e incerteza, o aumento na renda pode ser revertido para a poupança ou pagamento de dívidas, por exemplo. "Não é automático o aumento da renda para o aumento de consumo. Por enquanto não tem se revertido. Depende da escolha das famílias", avaliou.

O segmento de serviços prestados às famílias responde por apenas 9,5% do setor de serviços como um todo, por isso a recuperação do mercado de trabalho não é determinante para impulsionar avanços generalizados, frisa Lobo.

"O setor de serviços depende de um conjunto de fatores grande, de maneira que a receita acabe ganhando. Reduzir o custo e aumentar a receita será o pulo do gato para que serviços aumentem de forma duradoura", concluiu.

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM