Jornal do Commercio
MERCADO

Alta do PIB de 2018 cai de 2,80% para 2,76%, prevê Focus

Apesar da previsão do Focus, o Ministério da Fazenda manteve sua expectativa em 3,0% na alta do PIB

Publicado em 16/04/2018, às 10h45

No relatório Focus agora divulgado, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de alta de 4,29% para avanço de 3,97% / Foto: Guga Matos/JC Imagem
No relatório Focus agora divulgado, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de alta de 4,29% para avanço de 3,97%
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Estadão Conteúdo

O mercado financeiro reduziu novamente suas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2018. A expectativa de alta para o PIB este ano caiu de 2,80% para 2,76% no Relatório de Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira (16). Há quatro semanas, a estimativa era de crescimento de 2,83%. Para 2019, o mercado manteve a previsão de alta do PIB de 3,00%, mesmo patamar de quatro semanas atrás.

No Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado pelo BC no fim de março, a autoridade monetária manteve sua projeção de alta do PIB deste ano em 2,6%. Na semana passada, o Ministério da Fazenda manteve sua expectativa em 3,0%.

No relatório Focus agora divulgado, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de alta de 4,29% para avanço de 3,97%. Há um mês, estava em 3,98%. No caso de 2019, a estimativa de crescimento da produção industrial seguiu em 3,50%, igual ao verificado quatro semanas antes.

A pesquisa mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2018 seguiu em 55,00%. Há um mês, estava no mesmo patamar. Para 2019, a expectativa passou de 57,20% para 57,00%, ante 57,60% de um mês atrás.



Balança comercial

Os economistas do mercado financeiro elevaram a projeção para a balança comercial em 2018 na pesquisa Focus realizada pelo BC. A estimativa de superávit comercial passou de US$ 55,00 bilhões para US$ 55,80 bilhões. Um mês atrás, a previsão estava em US$ 55,00 bilhões. Para 2019, a estimativa de superávit aumentou de US$ 45,83 bilhões para US$ 46,00 bilhões, ante US$ 45,00 bilhões de um mês antes.

Na estimativa mais recente do BC, atualizada na Nota do Setor Externo divulgada no mês passado, o saldo positivo de 2018 ficará em US$ 56 bilhões.

No caso da conta corrente, as previsões contidas no Focus para 2018 mudaram de déficit de US$ 25,60 bilhões para saldo negativo de US$ 25,40 bilhões, ante US$ 25,75 bilhões de quatro semanas antes. Para 2019, a projeção de rombo seguiu em US$ 39,10 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado para o próximo ano estava no mesmo patamar.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário, tanto em 2018 quanto em 2019. A mediana das previsões para o IDP em 2018 seguiu em US$ 80,00 bilhões, igual ao verificado um mês atrás. Para 2019, a expectativa está em US$ 80,00 bilhões, mesmo valor de uma semana e um mês antes.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM