Jornal do Commercio
PETROBRAS

PPSA exclui Tartaruga Verde de 1º leilão de petróleo da União na B3

Serão ofertados no leilão três lotes de petróleo, segundo edital publicado pela PPSA nesta terça-feira

Publicado em 15/05/2018, às 13h38

Edital esteve aberto para consulta desde o dia 13 de abril e recebeu 118 comentários, informou a PPSA / Foto: JOSÉ AUGUSTO ALVES / Petrobras
Edital esteve aberto para consulta desde o dia 13 de abril e recebeu 118 comentários, informou a PPSA
Foto: JOSÉ AUGUSTO ALVES / Petrobras
Estadão Conteúdo
Denise Luna

A Pré-Sal Petróleo (PPSA) retirou o lote de Tartaruga Verde do primeiro leilão de petróleo da União, que será realizado no dia 30 de maio na B3. O motivo, informou a PPSA, foi a falta de acordo com a Petrobras sobre os volumes e participações na jazida compartilhada com a União, por ter sido unitizada com uma área ainda não contratada.

Serão ofertados no leilão três lotes de petróleo, segundo edital publicado pela PPSA nesta terça-feira: contratos para a área de desenvolvimento de Mero (parte de Libra) e dos campos de Sapinhoá e Lula.



O edital esteve aberto para consulta desde o dia 13 de abril e recebeu 118 comentários, informou a PPSA. Ao todo serão leiloados 2,350 milhões de barris de petróleo, referentes à produção de um ano prevista para esses campos.

Validade

Os três contratos, com validade de um ano, serão leiloados em uma única sessão pública, podendo ser adquiridos por um único comprador ou por empresas diferentes. O vencedor irá adquirir toda a produção do respectivo campo durante um ano, remunerando a União a cada retirada de carga, de acordo com a proposta de preços ofertada no leilão, baseada no Preço de Referência do Petróleo (PRP), determinado mensalmente pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM