Jornal do Commercio
Economia Economia

DOMÉSTICO

Projeto muda regra de diarista

Comissão do Senado muda texto para que diarista que passa por mesma casa duas vezes por semana seja registrado

Publicado em 18/06/2012, às 08h39

Do Jornal do Commercio

SÃO PAULO - A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados alterou projeto do Senado e estabeleceu que as diaristas só podem trabalhar na mesma casa uma vez por semana. De acordo com o projeto, o trabalhador doméstico que frequentar a mesma casa duas vezes por semana ou mais terá de ser registrado.

O novo texto, que ainda precisa passar por mais uma comissão antes de voltar para o Senado, também excluiu a obrigatoriedade de a diarista apresentar comprovantes da contribuição previdenciária como autônoma para o contratante.

No texto alterado, a relatora Sandra Rosado (PSB-RN) diz ter feito as mudanças com base em sugestões da Central Única dos Trabalhadores (CUT ).

A nenhum outro trabalhador autônomo são obrigatórias por lei a inscrição e a contribuição à Previdência Social. Justificou a deputada no relatório final.

No lugar do parágrafo, ela equiparou a contribuição da diarista à nova regra para empregado doméstico, de percentual menor.

O Congresso aprovou este ano a redução para 6% da contribuição. Antes, o empregado doméstico pagava de 8% a 11%, dependendo do seu salário.

O texto segue agora para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara e depois volta ao Senado em razão das alterações.

Sem a regulamentação, coube até hoje à Justiça decidir quando havia o vínculo de trabalho. A proposta de dois dias tinha como referência o histórico das decisões nos processos.

O presidente do Instituto Doméstica Legal, Mario Avelino, estima em 2 milhões o número de diaristas no Brasil. Cerca de 500 mil contribuem com a Previdência.

De acordo com Avelino, a redução de dois dias para um dia feita na Câmara não retrata a situação da maioria das casas brasileiras, o que pode provocar efeitos como a contratação de mais de uma diarista ou até a diminuição da oferta de trabalho.


Comentários

Por carlos,27/03/2013

E o pior foi que o senado generalizou mesmo, nao foi pelo menos estipulado um nivel de salario para os patrões, pois nem todos tem um bom salario, o Brasil o ferece um salario e educação bosta para nós e ainda e pra piorar a situação ainda aprovaram essa Lei absruda. Deveriam eram estar preocupados com melhores salarios e educação boa para todos isso sim.

Por maria,27/03/2013

Elfira sua idiota teu nome vai parar no terreiro de macumba pra deixar de ser burra, ta querendo se eleger no futuro com futuras desgraças. vai morrer na encruzilhada, anote isso. vadia. Tu vai ser a causadora de muitas desgraças com os pobres que ainda conseguiam ganhar uma grana para o sustento e remedios precisos dos filhos.

Por Tassiane,27/03/2013

Verdade, enquanto trabalho para as doméstica isso ja acabou, com certeza vai reduzir bastanteeeeeeeeeee, o desemprego vai estourar a partir dessa data, quem vai se da bem sao as diaristas, isto é, se pelo menos permancer os 2 dias semanais, caso cobtrario, maior sera o aumento do desemprego. HOOO SENADO ACORDA, DEIXA DE SER BURRO, pois esta acabando com a vidas das domesticas.

Por rosangela ,21/12/2012

gostaria de saber se quem trabalha dois dias fixospor semana durante um ano, tem algum direito.

Por olivia,07/12/2012

trabalho em uma casa 7anos 2 vezes por semana ganho 30 reais ao dia nao tenho carteira asinada ainda tem dois anos que ela comesou pagar aprevidencia social trabalho 7 horas de relogi tenho algum direito

Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Soldado israelense detém criança palestina durante expropriação de terra
Foto: Abbas Mommani/AFP

> JC Imagem

Soldado israelense detém criança palestina durante expropriação de terraFamiliares se revoltam e partem para cima do soldadoFamiliares se revoltam e partem para cima do soldadoSoldado israelense detém criança palestina durante expropriação de terraFamiliares se revoltam e partem para cima do soldado

Ranking do dia

OFERTAS

Especiais JC

Documento Suape: Da euforia à frustração Documento Suape: Da euforia à frustração
Após Petrolão e crise, especial multimídia mostra drama das pessoas e cidades que cresceram no rastro de Suape.
Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida Só sei que foi assim - 60 anos do Auto da Compadecida
Especial celebra 60 anos do Auto da Compadecida, no dia em que Ariano Suassuna completaria 88 anos.
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM