Jornal do Commercio
JUSTIÇA

Petrobras responsabilizada pela falta de gás de cozinha em Pernambuco

Secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado entrega hoje a Petrobras notificação pedindo explicações sobre o desabastecimento

Publicado em 12/06/2018, às 12h17

Pedro Eurico:
Pedro Eurico: "A Petrobras não está sendo solidária com a população"
Edilson Vieira/JC
Edilson Vieira
Repórter de Economia

O secretário de Justiça de Pernambuco, Pedro Eurico, vai encaminhar uma notificação, hoje a tarde, a Petrobras pedindo explicações sobre a não regularização do comércio de gás de cozinha em Pernambuco, depois de passados mais de dez dias do fim da greve dos caminhoneiros. Pedro Eurico se reuniu ontem com as distribuidoras de gás que atuam no Estado e o Ministério Público Estadual e, segundo o secretário,  os comerciantes alegaram falta de empenho da Petrobras para atender todos os pedidos das revendas. Depois de entregue a notificação, a Petrobras terá até 72 horas para responder a Secretaria de Justiça.

"Hoje temos um déficit de cerca de 650 mil botijões/ dia para atender a população. As revendas trabalham sem estoques e quem sofre é a população que não consegue encontrar o gás de cozinha para comprar", afirmou o secretário. Pedro Eurico disse estar preocupado também com os comerciantes que trabalham com comida pronta e dependem do gás de cozinha para tocar seus restaurantes e cozinhas de comida típica.  "Com o início do período junino que, este ano, coincide com a Copa do Mundo, a demanda pelo gás de cozinha certamente vai crescer e como será, se não existe gás nem para suprir o dia-a-dia? ", indaga o secretário. Pedro Eurico diz que a Petrobras deveria ter acionado um plano emergencial, como trazer o GLP de estados onde há sobra de produção, como o Espírito Santo e o Rio de Janeiro.



GÁS

Paralelamente, o Procon estadual elaborou uma série de recomendações as distribuidoras de gás que atuam em Pernambuco para minimizar os transtornos por conta do desabastecimento. O Procon recomenda, por exemplo, que a venda se limite a apenas um botijão de 13 quilos para cada consumidor e que o preço seja divulgado através de um cartaz bem visível. "Seja na venda na distribuidora ou nos vendedores avulsos, o preço máximo pelo botijão de 13 quilos deve ser de R$ 65,00 ", diz Danyelle Sena, gerente jurídica do Procon-PE. 


Recomendados para você


Comentários

Por Jose ,15/06/2018

A falta de gás em Pernambuco é perseguição feita contra o Estado pelo governo Temer, através da Petrobras, e dos seus administradores do Sul e Sudeste, tudo porque o PSB não apoiou Temer. O Sul e o Sudeste não toleram ver o Nordeste se desempnvolver, e aproveitam para hostilizar Pernambuco. Na visão do Sul e Sudeste Pernambuco e o Nordeste não podem ter refinaria, não podem ter nada. O povo mais pobre de Pernambuco come cru, mas só o povo pobre, pois os ricos cozinham na panela eletrica. Os ricos do PSB sobretudo. Muito ganhou o povo cearense que apoiou o governo da despreparada da Dilma Rousself. Muito ganhou o povo cearense, pois os políticos cearenses não foram hostis a Michel Temer. Mas o governo de Pernambuco, por interesses eleitorais de Eduardo Campos, ficou contra Dilma e, por interesses eleitoreiro do Partido, ficou contra Temer, e a população passou a comer comida crua por falta de gás de cozinha. Claro que está errado Michel Temer e a Petrobras, mas tudo ocorre por egoismo do PSB que não pensa na população, mas só na próxima eleição. Não se enganem. É como se o PSB não servisse a Pernambuco, e Pernambuco pertencesse ao PSB. É assim que os políticos do Partido pensam. Portanto é preciso nós pernambucanos separarmos os interesses de Pernambuco e os interesses eleitoreiros do PSB. Eduardo Campos com sua pose do bom moço, com os seus olhos verdes, com a sua arrogância e o estilo coronelesco que herdou do velho Miguel Arraes, atrelou os interesses estratégicos de Pernambuco aos interesses do PSB, e muito atrasou politicamente o Estado. É um engano se pensar que a FIAT e a Refinaria ou a Ambev e outros grandes investimentos feitos no Estado são obra do governo do PSB ou de Eduardo Campos. Foi a circunstância de Lula ser presidente, de SUAPE ser um bom Porto de Cabotagem e a posição geografica do Recife, foi isso que fez o PIB pernambucano passar de 100 para 150 bilhões em poucos anos. Mas hoje Pernambuco está à deriva, perigosamente sem representação no cenario nacional, e tudo é do Ceará, tudo é da Bahia. Não que esses estados nordestinos, irmãos nossos, não mereçam ser bem tratados. Mas enquanto o PSB insiste em manipular o povo, e o domina eleitoralmente, enganando-o, falta à população até gás de cozinha. Pernambuco tem história, não merece ser prisioneiro dessa visão coronelesca de se fazer politica partidaria tornando o povo submisso, enganando-o. Salvem Pernambuco do atraso. Salvem a gente boa dessa terra. O Secretario Pedro é mero pau mandado do governador nessa encenação. Omisso o governador sequer tem coragem de enfrentar a situação. Foi hostil com Michel Temer, pois que tenha coragem e mostre a cara e denuncie essa perseguição a Pernambuco. Na sua dubiedade e insegurança o governador esconde-se; faz do Secretário Pedro um porta-voz mambembe. E o pobre pernambucano come cru por falta de governança forte.

Por Sávio,13/06/2018

Visitei quatros Estados da semana para cá e lá está regularizado a entrega de botijões, inclusive com carros passando na porta para vender. É só em Pernambuco com este governo que só quer aumentar alíquota de imposto como o ipva de 2% para 4%, por isto que transferir a placa do meu carro para Paraíba, se 20% fizerem isto o governador volta atrás

Por lUIZ,12/06/2018

O que está faltando é o botijão e a logística que é difícil. A DESPERADA começou a estocar mais de um botijão com medo de outra greve. SÓ PARA LEMBRA NO GOVERNO LULA O GÁS DE COZINHA ERA CONSIDERADO ITEM DA CESTA BÁSICA POR ISSO O REAJUSTE ERA MÍNIMO E NÃO FALTAVA. VALEU COXINHAS POR APOIAR O GOLPE.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM