Jornal do Commercio
Combustíveis

Litro da gasolina já custa R$ 2,79 e ainda deve ficar mais caro na próxima semana

Depois da alta do álcool, preço da gasolina dispara no Recife. Aumento inesperado da procura e necessidade de importação são apontados com responsáveis pelo aumento

Publicado em 05/04/2011, às 23h50

Raissa Ebrahim

O consumidor recifense tem levado um susto na hora de abastecer o carro. Depois da alta do álcool, agora é a vez do preço da gasolina disparar. Em alguns postos da região metropolitana, o litro do derivado de petróleo já chega a custa R$ 2,79, e a promessa do setor é, até a próxima semana, o valor suba mais R$ 0,10, atingindo o recorde de R$ 2,89.

O principal motivo do boom no preço da gasolina foi o aumento da procurar em função da alevação do etanol. Além disso, para conseguir suprir a demanda do mercado interno, o Brasil, que não estava preparado para abastecer uma frota tão grande, tem importado a gasolina do exterior, principalmente dos Estado Unidos. Mas o barril de petróleo também registra índice altíssimos lá fora.

Como alternativa, o consumidor tem rodado a cidade em busca dos postos mais em conta ou pedido carona a amigos e vizinhos. Muita gente alega que não tem que também tem feito menos uso do ar-condicionado e que o jeito tem sido enfrentar o calor do Recife.

Confira a matéria completa na edição desta quarta-feira do caderno de Economia do Jornal do Commercio.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM