Jornal do Commercio
suape

Obras do terceiro estaleiro em Pernambuco começam em dezembro

O estaleiro vai receber investimento de R$ 720 milhões, gerando 500 empregos diretos na fase de construção

Publicado em 03/10/2011, às 22h22

Imagem de Suape, onde será implantado o terceiro estaleiro / Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Imagem de Suape, onde será implantado o terceiro estaleiro

Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Do JC Online

O Estaleiro CMO - Construção e Montagem Offshore (batizado inicialmente de Construcap) - vai iniciar suas obras no Complexo de Suape em dezembro deste ano. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3), pelo governador em exercício João Lyra Neto, depois de reunião com representantes do empreendimento, no Palácio do Campo das Princesas. O estaleiro vai receber investimento de R$ 720 milhões, gerando 500 empregos diretos na fase de construção.

O CMO é o terceiro estaleiro do Polo Naval de Suape, que já conta com o Atlântico Sul, em operação, e o Promar S.A., em fase de implantação. O principal cliente do grupo é a Petrobras, que está realizando várias licitações para aquisição de plataformas de exploração de petróleo para o pré-sal. Os empreendedores participam de nove processos licitatórios para a construção dessas plataformas.

O Estaleiro CMO vai funcionar numa área de 40 hectares na Ilha de Tatuoca, ao lado dos demais empreendimentos que integram o cluster naval. Serão construídos módulos para plataformas marítimas (FPSO) fixados em estruturas flutuantes que extraem petróleo do fundo do mar em grandes profundidades. As plataformas são consideradas itens de maior valor agregado na indústria naval e podem custar, em média, R$ 1 bilhão. A montagem chega a empregar 7 mil pessoas.

O estaleiro terá capacidade para processar 40 mil toneladas de aço por ano, porte bem menor que o do Atlântico Sul, que consegue processar 160 mil toneladas por ano. Para tocar o empreendimento, a Construcap fechou parceria com a empresa americana MCDermott, com expertise no setor.

Antes da audiência com o governador do Estado, o presidente da MC Dermontt, Stephen Johson, e diretores da corporação visitaram o Porto de Suape. Para atrair o empreendimento, o governo de Pernambuco se comprometeu a realizar a dragagem do canal de acesso à área do estaleiro, em Suape. O Estado entrará com uma contrapartida de R$ 295 milhões e com incentivos fiscais. O dinheiro virá de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), já aprovado.

“É uma indústria de alta tecnologia que vem se somar aos estaleiros Atlântico Sul e Promar. Juntos, esses três estaleiros vão consolidando Suape como cluster naval e Pernambuco se insere cada vez mais como player mundial”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio.

Leia mais no JC desta terça-feira (4)




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.
20 anos do novo cinema pernambucano: de Baile Perfumado a Aquarius 20 anos do novo cinema pernambucano: de Baile Perfumado a Aquarius
Nos últimos 20 anos, o cinema pernambucano ganhou em diversidade e número de filmes produzidos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2016 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
?>