Jornal do Commercio
economia economia
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Denúncia

Mais problemas trabalhistas em consórcio da Refinaria

Depois de "compra de emprego", questão agora é de retenção de documentos e não contratação de aprovados

Publicado em 21/03/2012, às 20h45

Giovanni Sandes

Primeiro foram 50 maranhenses e piauienses. Nesta quarta (21), foi a vez de maranhenses, mas principalmente de baianos e até de paulistas se queixarem do Consórcio Ipojuca Interligações, que trouxe trabalhadores de vários outros Estados para trabalhar nas obras da Refinaria Abreu e Lima. Depois de aprovar os candidatos a um emprego e reter sua documentação por uma semana, o consórcio começou a pressionar o pessoal para ir embora, o que deve acontecer na manhã de hoje.

Ontem, terça (20), o JC revelou um esquema de “venda” de empregos em Suape por uma empresa do Piauí, um pacote que custaria R$ 350, taxa do agenciamento do posto de trabalho e do transporte para Pernambuco. O consórcio negou participação no esquema, mas bancou a permanência dos piauienses e maranhenses por uma semana e depois queria mandar o pessoal para casa pagando R$ 150 por pessoa, menos que o valor investido por eles.

Depois da mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), o consórcio bancou a volta de todos e pagou, no total, R$ 800. O desfecho do caso provocou a reclamação nesta quarta do grupo de baianos, maranhenses e paulistas.

Josimário Vieira, 38 anos, veio de Madreu de Deus, na Bahia. Ele diz que não houve “compra” de emprego. Mas eles foram aprovados em todas as etapas, esperaram uma semana pela efetivação do contrato e, quando a resposta veio, foi a de que eles teriam que voltar para as suas cidades de origem, recebendo apenas R$ 150.

“O que eles disseram foi que uma das empresas teria quebrado o contrato”, comenta Josimário. A reportagem não conseguiu localizar um porta-voz do Consórcio Ipojuca.

» Veja o vídeo com o depoimento do trabalhador:

Agora à noite, o grupo informou que o consórcio subiu a proposta de compensação financeira para R$ 700, mais o reembolso do gasto para a vinda a Pernambuco, o que foi aceito pelos trabalhadores.

Na edição desta quinta (22), leia a cobertura completa no Jornal do Commercio.

Palavras-chave

imprima
envie para um amigo
reportar erro

Comentários

Por tony,18/08/2012

A conest ela acha que pode fazer o que quer com a pessoa eu aconselho que se sentir lesado procurar a justiça, fuinindicado pra trabalhar nela passei na entrevista e nos exames clinicos ai liguei para o escritorio uma funcionaria de nome rafaela me falou ok vc foi aprovado aguarda depois do dia primeiro vc vem assinar o contrato, passados mais de 2 messes eles me ligaram alegando cançelamento do meu contrato ai não prestou procurei um advogado que me orientou e cologuei ela na justiça ele me falou que é causa ganha pois se tratou de contrato verbal, tirei todas as copias, quia de exames, guia de alojamento, o gato so presta na justiça.

Por andre,27/04/2012

mas o que esta acontecendo aq pow é culpa da administraçao dessas empresas,pois fui colocado pra fora por conta q tava fazendo exames,e meu colegas de trabalho min disseram q eu sai para q fosse colocado um cara indicado la da BAHIA q num sabe fazer nada e tem carteira esquentanda,né lasca...

Por TOBI,02/04/2012

É PAULO...... ISSO TAMBÉM ACONTECEU COM EU TESTEI O INSPETOR MIM FALOU QUE TINHA PASSADO NO VISUAL. PASSOU UMA SEMANA E NÃO MIM LIGARAM, EU FOI LÁ PRA SABER ALGO, FALARAM QUE TAVA PRA SABER O RESULTADO DO RX. PASSARAM TRÊS SEMANA EU RETORNEI PRA SABER DE RESULTADO E MIM FALARAM QUE EU TINHA SIDO REPROVANDO NO VISUAL ISSO NA EMPRESA CONEST...... PORQUE DEMORARAM TANTO PRA MIM FALAR O RESULTADO E PRIMEIRO TINHA FALADO QUE EU TINHA PASSADO DEPOIS REPROVADO NÃO ENTENDO NADA DISSO SÓ NOIS FICA REPROVADO QUEM VEM DE FORA PASSA SEM PROBLEMA NEI UM. ISSO É UMA MAFIA MUITO GRANDE ISSSSSSSSSSOOOOO É UMA VERGONHA PARA NOIS PERNAMUCANOSSSSS??????????

Por Paulo orleans e bragança,25/03/2012

Testei na conest ,me disseram que tinha sido aprovado . fui encaminhado para fazer exames clinicos e pisicologicos .entreguei todos os meu documentos apos um mes neste processo demorado as vezes saindo 22 horas da noite do centro do cabo para retornar a minha residencia que fica em porto de galinhas .um gasto imenso de dinheiro em vão ,para um desempregado 1 real faz falta ,apos isso tudo fui informado que nao assinaria contrato pois fui reprovado em uma posiçao de solda . se fui reprovado por que me encaminharam para exame ..

Por Wendel Neves,24/03/2012

Oi Ewerton estamos na mesma pisada né, entra ai no meu msn, wendell.neves@hotmail.com, tenho amigos embuidos nessa causa tb.

Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Bonecos gigantes de Marina e Aécio desfilam pelas ruas do Centro do Recife
Foto: Guga Matos/JC Imagem

> JC Imagem

Bonecos gigantes de Marina e Aécio desfilam pelas ruas do Centro do RecifeMulheres fazem caminhada de apoio a Aécio no RecifeMultidão lota Praça do Marco Zero, no Bairro do RecifeGovernador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, discursa em favor da candidatura de AécioSenador eleito Fernando Bezerra Coelho participa de ato

Ranking do dia

Especiais JC

Cobertura das eleições 2014 Cobertura das eleições 2014
Confira a cobertura completa das eleições 2014
Periferia travada Periferia travada
Especial mostra as dificuldades que pessoas que moram no subúrbio do Grande Recife têm para deslocar na periferia
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM