Jornal do Commercio
ENERGIA

Primeira usina heliotérmica vai se instalar em Petrolina

Em todo o País, o primeiro empreendimento desse tipo

Publicado em 22/06/2012, às 13h48

Angela Fernanda Belfort

Pernambuco terá a primeira usina heliotérmica do País. Na manhã desta sexta-feira, foi assinado um convênio entre o coordenador do projeto heliotérmico do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel), Eduardo Serra; o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Marcelino Granja e o reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Anísio Brasileiro. O documento viabiliza a construção desta primeira unidade, em Petrolina, no Sertão do São Francisco. O investimento será de R$ 27,5 milhões e as obras de terraplenagem devem começar no próximo mês. Também será implantado em Fernando de Noronha um projeto que vai gerar energia a partir das ondas do mar, o que também é inédito no Estado.

A usina vai ter a capacidade de gerar 1 megawatt (MW) de energia. No local, também será implantado um centro de pesquisa e laboratórios que serão usados para certificar equipamentos e capacitar pessoal nessa nova tecnologia.
Dos recursos que serão investidos, R$ R$ 17,3 milhões são da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); R$ 5 milhões da Secretaria estadual de Tecnologia; R$ 4,2 milhões para o Cepel; e R$ 1 milhão da UFPE. O terreno onde será instalado a usina foi cedido pela Companhia do Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).

Na usina heliotérmica, o funcionamento é similar a uma termelétrica, só que a matéria-prima usada para alimentar as turbinas é gerada pela radiação solar. São usados concentradores solares que potencializam o calor da radiação solar. Esse calor gera vapor de água nas caldeiras que movimentam o gerador, que fabrica a energia.  No País, já existem unidades de usinas que usam placas fotovoltaicas para transformar a radiação solar em energia.

 




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Dossiê das torcidas organizadas Dossiê das torcidas organizadas
Série de reportagens mostra a atuação das torcidas organizadas em Pernambuco a partir de 2001, ano da primeira morte em consequência dos confrontos
Fora dos trilhos Fora dos trilhos
Dez anos depois do início das obras da Transnordestina, o pouco que foi construído está abandonado. Era 'o sonho' de uma ligação férrea entre o litoral e o interior do Nordeste
Expedição Antártida Expedição Antártida
A editora Mona Lisa Dourado e o repórter fotográfico Igo Bione acompanham parte das atividades da 32ª Operação Antártica, a convite da Marinha do Brasil

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2016 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM