Jornal do Commercio
Falência

Grupo dos Emirados Árabes arremata bens da Usina Catende

Massa falida da usina foi arrematada em leição por R$ 40 milhões

Publicado em 31/10/2012, às 14h39

Da editoria de Economia

A massa falida da Usina Catende foi arrematada na terça-feira (30) por R$ 40 milhões no 4º leilão promovido pela Justiça estadual. O comprador foi a trading Ghanei Legal Consultancy, de Dubai, que chegou a constituir uma empresa chamada Brazsugar Usina de Álcool Ltda para concorrer ao leilão, já que a unidade pernambucana só pode ser comprada por uma pessoa jurídica. Trading é uma empresa que comercializa commodities, como o açúcar. O evento foi realizado pelo leiloeiro João Dias ontem à tarde no auditório do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, no Bairro Joana Bezerra. A Catende está num processo de falência há 17 anos.

No início, o leilão tinha o lance mínimo de R$ 65 milhões. Como não houve ofertas, esse valor ficou em R$ 39,3 milhões. Em seguida, houve a proposta de R$ 40 milhões, lance vitorioso. “O dinheiro vai ser trazido de Dubai e o pagamento deve ser realizado em 30 dias”, afirmou o juiz da 18ª vara cível do Recife, Sílvio Romero Beltrão. Agora, o magistrado vai analisar a documentação, dando um despacho sobre o assunto hoje.

O juiz também vai pedir o parecer do Ministério Público do Estado (MPE) sobre a venda da Catende. Caso a documentação esteja toda correta, a trading passa a ser proprietária da usina depois que efetuar o pagamento.“Se a compra for concretizada, os R$ 40 milhões serão divididos pelos trabalhadores”, explicou Sílvio Romero, se referindo aos ex-funcionários da empresa que são credores do processo de falência.

A Catende tem uma dívida com os trabalhadores estimada em R$ 115 milhões. O pagamento deverá ser proporcional ao que cada um tem a receber. Também serão divididos com os trabalhadores cerca de R$ 36 milhões pagos em Títulos da Dívida Agrária (TDAs), quando foram indenizadas quase a totalidade das terras da da usina.
A massa falida que foi a leilão inclui os bens da planta industrial, a propriedade rural Engenho Catende que tem uma extensão de 96,2 hectares, o grupo de quatro geradores, os veículos, tratores e máquinas.

No terceiro leilão, os trabalhadores fizeram um pedido de adjudicação (compra) que não foi aceito pela Justiça. “A adjudicação feita pelos trabalhadores não foi aceita porque o Banco do Brasil (BB)foi contrário e era necessária a anuência do BB, que é o maior credor. Os trabalhadores não apresentaram o contrato social informando a participação deles na sociedade que assumiria a empresa”, explicou Sílvio Romero. A apresentação do contrato social foi uma das exigências da Justiça para ocorrer a adjudicação. O BB é o maior credor da Catende com uma dívida estimada em R$ 1,1 bilhão.

Representando a Ghanei Legal Consultancy em Pernambuco, o executivo carioca Antonio Carlos Moraes de Azevedo informou que a trading tem interesse em produzir, localmente, um tipo de açúcar refinado, o IC 45. “A intenção é colocar a usina para moer na próxima safra em agosto de 2013”, revelou.
Localizada na Mata Sul, a Catende foi administrada por um grupo que representava os trabalhadores chegando a ter uma gestão socialista. Há pelo menos três anos, a administração passou por problemas, inclusive com a suspeita de irregularidades graves identificadas pela Justiça.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM