Jornal do Commercio
CONCESSÕES

BR-101 será alvo de estudos da iniciativa privada

Trecho de 214 km entre as divisas de PE com Alagoas e Paraíba poderá ser explorado

Publicado em 11/06/2015, às 06h32

Trecho que corta a Região Metropolitana do Recife da BR-101 tem 30 Km de suplícios para motoristas / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Trecho que corta a Região Metropolitana do Recife da BR-101 tem 30 Km de suplícios para motoristas

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Felipe Vieira

Das três obras viárias anunciadas dentro do Programa de Investimentos em Logística (PIL) para Pernambuco, a BR-101 é a que tem maior impacto sobre a vida da população da Região Metropolitana do Recife. Do Centro do município de Abreu e Lima até o bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, passando por Paulista e pelo Recife, são 30 quilômetros de suplício: asfalto em má qualidade, buracos, falta de sinalização e de equipamentos como passarelas para pedestres.

Uma realidade que pode mudar caso o PIL saia do papel. O governo federal publicou, ontem, um edital de chamamento autorizando empresas privadas a elaborarem estudos técnicos e de viabilidade para todo trecho da BR-101 em território pernambucano, entre as divisas com os Estados da Paraíba e de Alagoas. Ou, na prática, quem quiser explorar financeiramente os 214 quilômetros da rodovia em Pernambuco, já pode se debruçar sobre as pranchetas.

Não é o primeiro esforço no sentido de destravar a BR-101. Em 2013, o governo do Estado anunciou um audacioso plano de requalificação da rodovia, orçado em R$ 216 milhões e com a inclusão de viadutos e de um corredor de BRT (ônibus de trânsito rápido). Com dificuldades operacionais e financeiras, o projeto foi postergado até ser abandonado, no início deste ano, pela vencedora da licitação, a Construtora Mendes Júnior, colhida no furacão da Operação Lava Jato. 

ARTE_CONCESSÕES

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM