Jornal do Commercio
TURISMO

Novos voos internacionais podem chegar ao Aeroporto do Recife

Secretário estadual de Turismo, Felipe Carreras, fala dos novos voos que podem chegar ao Recife

Publicado em 21/04/2017, às 08h01

Secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, diz que o Recife poderá receber mais voos diretos para Paris, Bogotá e Madri / Foto: Lu Streitors/Divulgação
Secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, diz que o Recife poderá receber mais voos diretos para Paris, Bogotá e Madri
Foto: Lu Streitors/Divulgação
Da Editoria de Economia

O secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, afirmou, ontem, em entrevista a TV JC, que estão sendo feitas articulações para que o Estado tenha mais voos diretos para destinos novos como Madri (Espanha), Paris (França) e Bogotá (Colômbia). Em maio, o Estado vai passar a ter mais uma frequência para a Argentina. “O país é o maior emissor de turistas para o Brasil”, disse. Ele também citou que, a partir de junho, o voo que liga Recife a Lisboa, pela TAP, sairá da capital pernambucana sete vezes por semana. Atualmente, esse voo tem seis saídas semanais do Recife. Carreras falou aos jornalistas do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação Jamildo Melo e Saulo Moreira.

Segundo ele, esses voos internacionais trazem impacto em 52 setores da economia local, beneficiando os donos de pousada, taxistas, comerciantes de artesanato, entre outros. “No ano passado, cerca de 20 mil portugueses visitaram Pernambuco. Eles deixaram aproximadamente R$ 35 milhões em Pernambuco”, explica.
<

A empresa interessada em implantar o voo para Madri é a Air Europa que tem sede em Palma de Mallorca, na Espanha. Já o voo para Paris está sendo articulado com a Air France que teve durante muitos anos um voo ligando Recife à capital francesa. Para Bogotá, a articulação é com a Avianca.



Já com relação ao Hub da Latam, o secretário revelou que não há previsão da retomada desse projeto que foi impactado pela atual crise econômica. Esse empreendimento concentraria voos e cargas no Recife. A Latam é a fusão entre a chilena LAN e a aérea brasileira TAM.

A futura privatização do Aeroporto Internacional do Recife foi discutida durante a entrevista. No dia 16 de março último, o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, chegou a dizer que a estatal venderia 49% do controle do aeroporto local a um parceiro privado. Cinco dias depois, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, anunciou que o equipamento estaria na lista dos próximos aeroportos a serem totalmente privatizados. Ao ser questionado sobre qual seria a melhor opção, o secretário respondeu que a Infraero tem dado resultado apresentando um aeroporto de qualidade, fazendo parcerias com as companhias aéreas.

AUMENTO

Mesmo com a crise, a movimentação de passageiros no Aeroporto do Recife cresceu 1,6%. Passaram pelo terminal 6,8 milhões de visitantes em 2016 contra os 6,7 milhões de 2015. Na mesma comparação, houve um incremento de 8,15% no total de turistas estrangeiros.

Assista a entrevista na íntegra.


Recomendados para você


Comentários

Por AM,23/04/2017

Alem desses voos eh preciso aumentar as frequencias para o mercado norte-Americano. Quando houver a liberalizacao dos vistos a tendencia eh aumentar o turismo dos Americanos.

Por Larápio,21/04/2017

Cuidado com a Lava Jato, não. Esse Carreras é danadinho... Todo mundo do meio sabe disso... Mas, aqui é Brasillllllllllllllllllllllllll

Por cearense arretado,21/04/2017

É tanto voo que este aeroporto recebe e é anunciado e não consegue se tornar o mais movimentado do Nordeste. Será que algum dia ele ultrapassará Salvador ou vai ficar só no sonho mesmo?



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM