Jornal do Commercio
EXPERIMENTAL

Chesf lança uma usina experimental de geração solar em Petrolina

O investimento nessa primeira unidade será de R$ 54,3 milhões

Publicado em 21/06/2017, às 08h01

As primeiras placas solares foram instaladas em Sobradinho em março de 2016. O monitoramento da energia a ser gerada será feito em Petrolina / Foto: Fernando da Hora/Acervo JC Imagem
As primeiras placas solares foram instaladas em Sobradinho em março de 2016. O monitoramento da energia a ser gerada será feito em Petrolina
Foto: Fernando da Hora/Acervo JC Imagem
Da Editoria de Economia

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) vai implantar a sua primeira planta de energia solar experimental em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Esse projeto vem sendo discutido desde 2012. O presidente da Chesf, Sinval Zaidan Gama, e o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, vão participar hoje da cerimônia de lançamento do empreendimento o qual vai demandar um investimento de R$ 54,3 milhões. O local vai receber no futuro mais duas plantas heliotérmicas: uma solar de pirâmide (com espelhos no formato de pirâmide) e uma solar cilíndrica. A implantação de ambas totalizará cerca de R$ 100 milhões a mais a serem investidos no mesmo local.

Cada uma das três usinas terá uma potência instalada para gerar três megawatts (MW). A construção da primeira planta vai começar de imediato, segundo Sinval. Ela foi dividida em duas partes. A primeira fase terá uma capacidade instalada para gerar 2,5 MW – sendo batizada de planta básica – e deve ficar pronta no segundo semestre deste ano. A segunda etapa, que vai gerar 0,5 MW, será chamada de Tecnológica e é nela que as pesquisas serão realizadas. A previsão é de que essa segunda etapa seja concluída no primeiro semestre de 2018.

Já a segunda planta a se instalar no local deverá ser a usina solar de pirâmide que vai usar espelhos na vertical para captar a radiação solar. Ela será implantada dentro do programa de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da Chesf assim como a primeira. Essa última ainda não tem previsão de quando será iniciada.



A terceira unidade a ser instalada no local é a usina solar cilíndrica, fruto de uma parceria entre o governo do Estado e o Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel) que pertence à Eletrobras, a dona da Chesf. “A nossa intenção é ter um Centro de Referência em Energia Solar em Petrolina (Cresp), voltado ao desenvolvimento do conhecimento científico e tecnológico, monitorando todas as condições que influenciam a geração dessa energia”, conta Sinval.

MONITORAMENTO

O Cresp também vai monitorar o desempenho da Planta Fotovoltaica Flutuante, no Lago de Sobradinho, na Bahia, que receberá investimentos de R$ 57 milhões. Embora tenha sido iniciado no ano passado, esse projeto estava paralisado e deve ser retomado no segundo semestre deste ano. Com esse monitoramento, a estatal pretende ver qual a forma de geração solar mais competitiva e usar esse conhecimento quando a empresa for fazer um grande projeto de geração solar.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Feliz 2018! Feliz 2018!
Clique e faça sua própria queima de fogos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM