Jornal do Commercio
Mercado imobiliário

Veja os 5 bairros que tiveram maior valorização nos preços dos imóveis

Pesquisa da Viva Real mostra que houve valorização em agosto

Publicado em 11/09/2017, às 16h35

Imóveis na Caxangá tiveram valorização de 13,5% em agosto / Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem
Imóveis na Caxangá tiveram valorização de 13,5% em agosto
Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem
Da Editoria de Economia

O bairro da Caxangá foi o que registrou maior valorização no preço do metro quadrado em agosto deste ano no Grande Recife, na comparação com julho. O valor passou de R$ 4.769 para R$ 5.415, apresentando um aumento de 13,5%. O resultado está no DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário), índice que contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel.

O preço nominal médio do m² para venda em Recife (PE) atingiu R$ 6.176 em agosto de 2017, valorização nominal de 1,64% em comparação ao mesmo período de 2016 (R$ 6.077). Em relação a julho deste ano (R$ 6.232), houve desvalorização de 0,89%.



Os bairros que apresentaram maior valorização no m² para venda em agosto de 2017, na comparação com julho foram:

1. Caxangá R$ 4.769 - R$ 5.415 - 13,5%

2. Tejipió - R$ 3.692 - R$ 3.858  - 4,5%

3. Sancho - R$ 3.600 - R$ 3.744 - 4,0%

4. Imbiribeira - R$ 5.311 - R$ 5.429 - 2,2%

5. Pina - R$ 8.658 - R$ 8.844 - 2,1%

A lista dos bairros recifenses com desvalorização do m² para venda em agosto de 2017 é composta por: Apipucos (-7,2%), Encruzilhada (-6,8%), Aflitos (-5,7%), Torreão (-5,1%), Graças (-4,8%), Cordeiro (-4,6%), Parnamirim (-3,9%), Tamarineira (-3,1%), Boa Vista (-2,7%) e Casa Amarela (-1,4%).

BRASIL

O DMI-VivaReal também listou quais das 16 principais cidades brasileiras analisadas estão com o valor do m² para venda acima da média nacional (R$ 4.846/m²). Brasília lidera a lista ao atingir R$ 7.911/m², seguida por Rio de Janeiro (R$ 7.160/m²), São Paulo (R$ 6.882/m²), Recife (R$ 6.176/m²), Vitória (R$ 5.750/m²), Florianópolis (R$ 5.349/m²), Porto Alegre (R$ 5.148/m²), Santos (R$ 5.075/m²) e Salvador (R$ 5.000/m²). As cidades com valores abaixo da média nacional são: Curitiba (R$ 4.841/m²), Campinas (R$ 4.831/m²), Fortaleza (R$ 4.672/m²), Belo Horizonte (R$ 4.600/m²), Goiânia (R$ 4.381/m²), Ribeirão Preto (R$ 3.822/m²) e Natal (R$ 3.709/m²).


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM