Jornal do Commercio
classificação

Croata Simunic é condenado a pagar multa por entoar cânticos nazistas

Para se defender, o jogador do Dínamo de Zagreb afirmou tê-lo feito apenas por "amor ao povo (croata) e à pátria"

Publicado em 21/11/2013, às 17h56

Da AFP

ZAGREB - O zagueiro croata Josip Simunic foi condenado a pagar 3.200 euros de multa, a pena máxima, por ter comemorado a classificação do seu país à Copa do Mundo de 2014 entoando cânticos nazistas, anunciou nesta quinta-feira (21) a Justiça croata.

Após a vitória por 2-0 da Croácia sobre a Islândia, sinônimo de classificação para o Mundial, Simunic pegou um microfone e repetiu um grito usado pelo regime pró-nazista croata na Segunda Guerra Mundial. "Pela pátria" (Za Dom), disse ele quatro vezes, ao que os torcedores responderam: "Prontos" (Spremni).

Para se defender, o jogador do Dínamo de Zagreb afirmou tê-lo feito apenas por "amor ao povo (croata) e à pátria" e rejeitou qualquer conotação inspirada "no ódio ou na destruição".

"São as únicas razões que, em um momento de emoção, me influenciaram e é por isso que comecei a cantar com o público", explicou Josip Simunic, de 35 anos.

Seu gesto foi condenado pelo presidente croata, Ivo Josipovic, e pelo governo.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM