Jornal do Commercio
Preparação

Tite deve manter quarteto ofensivo na estreia contra a Suíça

Treinador usou mesma escalação que bateu a Áustria em treino nesta quarta

Publicado em 13/06/2018, às 16h44

Treinador aposta no poder ofensivo para bater a Suíça / AFP
Treinador aposta no poder ofensivo para bater a Suíça
AFP
JC Online

A formação ofensiva que venceu a Áustria no amistoso do último domingo deve ser mantida para a estreia do Brasil na Copa do Mundo da Rússia, contra a Suíça, no domingo que vem. Pelo menos é o que indicou o treinamento desta quarta-feira, em Sochi.

Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Willian, Coutinho e Neymar; Jesus. Essa foi a equipe que Tite apostou como titular na atividade que só teve 20 minutos abertos à imprensa que está em solo russo.



Com esse time em campo, a seleção brasileira fez 3 a 0 na Áustria. Os gols foram de Jesus, Neymar e Coutinho, no que foi o último duelo preparatório para a Copa do Mundo.

A escalação ofensiva é uma aposta de Tite para bater a Suíça, em Rostov-on-Don. O quarteto ofensivo será a arma da seleção contra retrancas fortes, como a do adversário da estreia. Brasil e Suíça estão no Grupo E com Costa Rica e Sérvia.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM