Jornal do Commercio
TAPETÃO

CBF seria coautora do erro por escalação irregular

Portuguesa será julgada no Pleno e tentará transferir a responsabilidade para a entidade

Publicado em 18/12/2013, às 18h57

Do JC Online

Após ser punida em primeira instância pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), a Portuguesa se baseará no BID da Suspensão – implementado em 1º de setembro- e colocará a CBF como coautora do erro pela escalação irregular do meia Héverton.

O BID da Suspensão, como é conhecido por advogados e dirigentes de clubes, é acessado apenas pelos clubes com login e senha. Segundo a reportagem, a entidade orientou através de um comunicado os times a se atualizarem por este sistema.

No julgamento esse documento não foi levado em consideração, até porque os auditores foram ao julgamento com seus votos prontos. Esse documento oficial da CBF, que é liberado por meio desse novo sistema, deu condições de jogo ao Héverton. Tanto que um funcionário da Portuguesa fez a consulta antes e depois do jogo, afirmou Felipe Ezabella, um dos advogados da Lusa.

O clube será julgado agora no Pleno, que é a segunda e última instância no STJD. 

O julgamento será realizado só depois do Natal, no dia 27 de dezembro. 

FLUMINENSE

Indignado devido aos últimos casos de violência contra torcedores do Fluminense, que foram às ruas vestidos com camisas do time, o presidente do clube, Peter Siemsen, pediu paz para os tricolores e disse que quem incita a violência tem que ser punido. 

“Querem transferir para o Fluminense uma culpa que o clube não tem. Quero acreditar que o bom senso irá prevalecer e que esses episódios de violência sejam atos isolados. Queremos paz. A sociedade quer paz. Mas quem incita ou comete violência tem que ser punido. Estaremos de olho” disse. 

Advogado, Siemsen fez dois pedidos aos torcedores: que não tenham vergonha por ter sido o Fluminense o beneficiado pelo erro da Portuguesa e que continuem a sair nas ruas com as cores do clube. 

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM