Jornal do Commercio
Futebol

Goleiro Bruno pode fazer sua estreia pelo Boa no sábado

Bruno está regularizado e deve ser relacionado para o confronto com o Uberaba

Publicado em 04/04/2017, às 09h25

Bruno foi condenado a 22 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio / Divulgação
Bruno foi condenado a 22 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio
Divulgação
JC Online

O goleiro Bruno pode retornar ao futebol profissional no próximo sábado (8). Contratado pelo Boa Esporte Clube no mês passado, ele está regularizado na CBF e deve estar entre os relacionados para a partida do time contra o Uberaba, pela primeira rodada do Hexagonal Final da Série A2 do Campeonato Mineiro.

Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio. Após cumprir seis anos de sua pena, Bruno foi libertado no fim de fevereiro por Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal.
Bruno pode estrear com a camisa do BEC em frente a seus torcedores. O jogo deste sábado acontece no estádio Municipal Dilzon Melo, conhecido como “Melão”. Bruno teve nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).



O goleiro não atua em uma partida oficial desde 2010. O último jogo em que Bruno esteve defendendo a meta do Flamengo aconteceu no dia 5 de junho, em duelo válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O Flamengo acabou perdendo por 2x1 para o Goiás.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM