Jornal do Commercio
CBF

Tite nega negociação para chamar atletas que atuam no País

Tite comentou a escolha dos atletas que atuam no País, e que poderão desfalcar seus clubes por até cinco partidas

Publicado em 19/05/2017, às 13h57

Tite comentou a escolha dos atletas que atuam no País. / Foto: CBF.
Tite comentou a escolha dos atletas que atuam no País.
Foto: CBF.
Agência Estado

Com novidades e com seis jogadores que atuam em clubes brasileiros, o técnico Tite convocou nesta sexta-feira sua primeira seleção "para testes" desde que assumiu a equipe nacional, há menos de um ano. Dentre as novidades estão o retorno do zagueiro David Luiz, que não era chamado desde a época de Dunga à frente da seleção, o lateral Rafinha, que chegou a ser cogitado para defender a seleção alemã, e o atacante Taison, do Shakhtar Donetsk. Neymar ficou de fora, e Gabriel Jesus retorna após ficar afastado por lesão.

De clubes brasileiros, Tite convocou o lateral Fagner e o meia Rodriguinho, do Corinthians, o meio-campista Lucas Lima, do Santos, o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, o atacante Diego Souza, do Sport, e o goleiro Weverton, do Atlético Paranaense.

Tite comentou a escolha dos atletas que atuam no País, e que poderão desfalcar seus clubes por até cinco partidas, considerando o tempo de viagem até a Austrália. "Não teve negociação, teve observação. O atleta brasileiro que atua na Europa está resolvendo suas principais ligas, a Champions, e eles estão num momento técnico de enfrentamento de mais alto nível. Aqui há um processo de afirmação das equipes, o início de campeonato sempre oscila um pouco mais", avaliou.

O treinador comentou a escolha por Rodrigo Caio, que vem sendo questionado por parte da torcida. "Ele teve (bom desempenho) técnico e de conduta", ponderou. "Fez grande Olimpíada e foi um dos destaques. Jogo contra a Colômbia (em janeiro), se eu colocar três jogadores em destaque, vou colocar o Rodrigo Caio", afirmou Tite.



A lista poderia ter mais dois atletas que atuam em clubes do País. "O Diego, do Flamengo, poderia estar aqui, se estivesse trabalhando. O desempenho faz com que ele esteja jogando o suficiente para convocar", comentou Tite, lembrando que o meia rubro-negro está em fase final de recuperação. "Outro exemplo: Dudu e Taison. O momento foi de Taison, que tem dez gols, foi campeão e na Liga Europa deu 10 assistências. Estão concorrendo "

Tite destacou também o retorno de Gabriel Jesus, que se lesionou justamente no momento em que começava a se firmar como atacante da seleção. "Gabriel esteve 70 dias fora, está retomando, não tem um lastro muito grande. É importante dar continuidade a este momento. É um atleta jovem, o retorno também no aspecto tático é importante."

Neymar

Sobre a ausência de Neymar, a intenção principal foi dar chance de descanso ao atacante do Barcelona. "Os atletas que atuam na Europa, alguns não tem férias desde 2013, como Neymar e Daniel Alves", lembrou o preparador físico Fábio Mahseredjian. Ele lembrou que Neymar jogou no período de férias a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo (2014), a Copa América (2015) e a Olimpíada do ano passado.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM