Jornal do Commercio
Bronca

Neymar pode ter disputa com o Barcelona na Fifa

Jogador brasileiro cobra bônus do contrato renovado em 2016

Publicado em 09/08/2017, às 10h30

Neymar foi apresentado oficialmente na última sexta-feira (4) como jogador do PSG. / Foto: Reprodução/Twitter
Neymar foi apresentado oficialmente na última sexta-feira (4) como jogador do PSG.
Foto: Reprodução/Twitter
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

Se engana quem pensa que a novela entre Neymar e Barcelona chegou ao fim. O próximos capítulos podem parar nos tribunais. Isso porque o jogador deve cobrar na Fifa o valor de 26 milhões de euros (cerca de R$ 96 milhões) referente a um bônus da renovação de contrato assinada em 2016. No entanto, após a ida do atleta para o Paris Saint Germain (PSG), o clube catalão não quer efetuar o pagamento.

Caso Neymar e Barcelona não cheguem numa solução amigável, a briga pode chegar À Câmara de Resoluções de Disputas da Fifa. Os representantes do craque brasileiro notificaram a ex-equipe para que o valor seja depositado. Mas o Barça realizou o pagamento em juízo e o valor só sairia se o jogador permanecesse no elenco.



DIFERENTES

O Barcelona entende que o bônus deve ser pago proporcionalmente ao ano que Neymar ficou após a renovação do contrato. Já o pai de jogador, exige o pagamento integral por considerar como verba salarial.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM