Jornal do Commercio
Pernambucano 2018

Para quebrar tabu, intermediários querem surpreender no Pernambucano

Último título Pernambucano fora do trio de ferro ocorreu em 1944. Salgueiro e Central surgem como principais candidatos para quebrar essa escrita

Publicado em 14/01/2018, às 09h34

Comandado pelo experiente Mauro Fernandes, Central vive otimismo para o Pernambucano 2018 / Divulgação/Central
Comandado pelo experiente Mauro Fernandes, Central vive otimismo para o Pernambucano 2018
Divulgação/Central
JC Online
esportes@jc.com.br

As equipes intermediárias do Campeonato Pernambucano vão entrar em campo com um difícil tabu a ser batido. Desde 1944, quando o América conquistou seu último estadual, que uma equipe fora do trio de ferro não levanta um troféu na competição. Para as equipes de fora do Recife, o tabu é maior ainda, já que nunca um time de fora da capital conquistou o Estadual.

Vice-campeão em dois dos últimos três Campeonatos Pernambucanos, o Salgueiro surge como o principal postulante para quebrar essa sequência. Com uma equipe reformulada, já que perdeu 14 jogadores desde o término da Série C, e disputando ainda a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil no primeiro semestre, o clube manteve os pés no chão para o início da competição.

“Qualquer equipe, mesmo que tenha subido da Segunda Divisão, sonha em entrar no campeonato chegando pelo menos na final. Nossa equipe vai para brigar em todos as partidas, mas só o dia a dia vai determinar onde podemos chegar. O que posso dizer é que o Salgueiro está se preparando para fazer uma boa temporada”, declarou o diretor de futebol do Salgueiro, Carlos José.

Outro clube do interior que chama a atenção é o Central. A Patativa apostou na contratação do técnico Mauro Fernandes, campeão do Pernambucano de 1998 com o Sport, e sonha alto no Estadual. “A expectativa é boa. Montamos uma boa equipe e contratamos uma comissão técnica forte. Nosso objetivo é chegar na final”, declarou o diretor de futebol do Central, Sivaldo Oliveira.



Último campeão fora do trio de ferro, América aposta na base

Diferente de salgueirenses e centralinos, os outros seis times intermediários do Pernambucano correm por fora e possuem objetivos bem mais modestos no certame. Em jogo estarão as três vagas que o Estado tem direito na Série D do ano que vem, já que as desse ano foram definidas em 2017.

O América apostará nas categorias de base. Subiu todos os 11 titulares na campanha do vice-campeonato Estadual ano passado. Já o Afogados tem como principal meta a manutenção na elite pelo segundo ano seguido. Para isso, montou um time com jogadores da região e muitos com rodagem pelo Campeonato Alagoano.

O Belo Jardim foi outro a apostar nas categorias de base. A equipe contratou ainda atletas formados na região do Agreste. O Flamengo chega mais forte, com o português Daniel Neri no comando. Naldinho, ex-Sport, foi contratado.

De volta à elite após o vice da A2 no ano passado, o Pesqueira perdeu quase todo o elenco. Chega reformulado e sob comando, com o experiente técnico Lima substituindo Alexandre Lima. Situação oposta a do Vitória, que tem boa parte do elenco do ano passado.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Feliz 2018! Feliz 2018!
Clique e faça sua própria queima de fogos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM