Jornal do Commercio
Série C

Nomes conhecidos estarão pelo caminho de Náutico e Santa na Série C

Adversários da Copa do Nordeste e personalidades que já passaram pelo futebol pernambucano estarão entre os desafios de Náutico e Santa Cruz na terceirona

Publicado em 15/04/2018, às 12h04

"Rei do Acesso", o técnico pernambucano Givanildo Oliveira será o comandante do Remo na Série C
JC Imagem
Vinícius Barros
Twitter: @ViniBarros11

Além de Náutico e Santa Cruz, mais oito times disputam o Grupo A da Série C, incluindo o também pernambucano Salgueiro. Na briga com o trio local pelo acesso à Segunda Divisão, destaque para ABC, Botafogo-PB e Remo, campeões estaduais neste ano. A equipe paraense tem como principal trunfo a experiência do técnico pernambucano Givanildo Oliveira, responsável por seis acessos ao longo da carreira, dos quais um deles foi na Série C, com o América-MG. Nesta edição, ele vai reencontrar clubes que defendeu no passado, como Náutico, Santa Cruz, ABC e Confiança. Em seu elenco, conta com a eficiência do centroavante Isac para superar as defesas adversárias. Ele foi o autor de sete gols em 13 jogos no ano.

Já os alvinegros da chave também têm cartas na manga para amedrontar os adversários. ABC e Botafogo-PB passaram para as quartas de final da Copa do Nordeste. Alguns dos nomes de peso do Belo são o ex-Sport Marcos Aurélio e o atacante Nando, artilheiro do Campeonato Paraibano com 10 gols. Do lado potiguar, a briga tem sido conter o assédio sofrido pelos jogadores do plantel. Só no setor ofensivo, a perda de peças importantes como os atacantes Matheus Matias, negociado durante a temporada com o Corinthians, e Wallyson, que acertou transferência para o Vitória. O meia Fessin, eleito craque do estadual, também tem sido sondado pelo alvinegro paulista e pode dar adeus ao ABC.

Além do Elefante, o Rio Grande do Norte tem outro representante, mas não é o tradicional América-RN (que está na Série D), mas o Globo. A equipe de Ceará-Mirim fará a sua estreia na Terceirona. Comandado pelo técnico Fernando Tonet, o time se assegura no faro de gol do atacante Romarinho para prosperar na chave e não retornar à Série D. Nos últimos seis jogos que atuou, ele balançou as redes 4 vezes.



Salgueiro quer manter evolução com Sérgio China

Outro integrante pernambucano da Série C, o Salgueiro representa a resistência sertaneja na competição, onde se mantém pelo quinto ano consecutivo. Para a disputa, aposta na evolução promovida pelo treinador Sérgio China, responsável por classificar o Carcará para as semifinais do estadual. O retorno do atacante Willian Lira, emprestado no início do ano ao São Bernardo, e a contratação de Erinaldo Júnior, vice-artilheiro do Piauiense, são motivos de esperança para o ataque.

Única equipe de Sergipe na Série C, o Confiança terá no torneio nacional a chance de limpar o mal começo de ano, com um fraco desempenho no estadual e uma eliminação na fase de grupos do Nordestão, quando saiu com apenas cinco pontos. Para a Terceira Divisão, a equipe comandada por Luizinho Lopes tem no setor ofensivo sua principal força. O experiente atacante argentino Frontini, autor de sete tentos em 2018, e o recém-chegado Caxito, artilheiro do Pernambucano com oito gols, motivam os torcedores para o restante da temporada.

Assim como o Salgueiro, o Sertão tem outro clube como símbolo na competição. Semifinalista do Baiano, a Juazeirense chega para o nacional tendo emplacado três atletas na seleção do estadual: o goleiro Tigre, o lateral-esquerdo Deca e o meia Bruno Matos. Na frente, o torcedor deposita sua fé no goleador Salatiel, responsável por marcar seis vezes em dez jogos. Embalado pelo acesso da Série D, o Atlético-AC chega para a Terceirona na intenção de surpreender.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM