Jornal do Commercio
Confusão

Proprietária denuncia jogadores por destruição de casa em São Paulo

Ex-jogadores do Sport estariam entre os convidados da festa

Publicado em 16/04/2018, às 14h49

Caso ocorreu numa casa alugada pelo aplicativo Airbnb em São Paulo / Foto: Arquivo pessoal
Caso ocorreu numa casa alugada pelo aplicativo Airbnb em São Paulo
Foto: Arquivo pessoal
JC Online

A proprietária de uma casa alugada através do aplicativo Airbnb se manifestou após um grupo de jogadores e amigos usar o imóvel no último dia 8 de abril. Segundo a roteirista Julia Priolli, de 39 anos, o local foi usado para uma festa onde cerca de 150 pessoas estiveram presentes, algo proibido no contrato.

"Eu aluguei a casa para um cara chamado Gabriel Martins. Ele deu uma festa pra 150 pessoas no domingo à noite, sendo que é estritamente proibido dar festa [como informa o anúncio no site], e destruiu a casa", comentou em entrevista ao UOL.

Gabriel Martins, sócio-proprietário da empresa Global Sports e Entertainment, representante de jogadores de futebol, afirmou que apenas seis pessoas estavam no local e negou a realização de uma festa, tendo informado que houve apenas um churrasco autorizado pela proprietária.

Depois que o imóvel foi entregue, ela disse que estava sujo. Foi usado durante 3 dias sem empregada, é normal que fique sujo. Então ela alegou que eu teria danificado inúmeros objetos, o que não é verdade. Temos muitos amigos em São Paulo que foram dar um abraço no aniversariante, mas na casa ficaram apenas as 6 pessoas que estavam na ocupação permitida", alegou.

O aniversariante citado acima é Matheus Rivoredo, que convidou nomes como Lucas Crispim, atleta do São Bento e ex-cunhado de Neymar e outros jogadores como o atacante André (ex-Sport), negociado neste ano com o Grêmio, e Thomás, recentemente dispensado pelo Leão. Ricardo Lucarelli, ponta da seleção brasileira de vôlei, também marcou presença.



De acordo com Julia, camisinhas e absorventes estavam espalhados pela residência um dia após a comemoração. Além disso, vômito e fezes foram vistos em toalhas da casa.  

"A casa inteira cheirava urina. Ficamos 3 dias sem conseguir dormir lá. O sofá estava ao relento, queimado, rasgado e manchado, bem como os tapetes. Meu aparelho de som não liga mais, a cama do meu filho está quebrada. Vai ter que fazer obra, porque quebrou a banheira de hidromassagem, por exemplo. Vai ter que pintar as paredes. Vou ter que jogar fora todas as toalhas e edredons da casa - inclusive coisas que eu não havia disponibilizado - porque não tem a menor condição de salvar", argumentou.

Resposta

Ela afirmou que mora na casa com o namorado e os dois filhos e começou a alugar pelo aplicativo nos finais de semana para ter uma renda extra. A proprietária entrou em contato com o Airbnb e foi informada que não receberá o valor adicional de R$ 150 por hóspedes irregulares, cláusula prevista no contrato de acordo com ela.

Em nota, o Airbnb alegou que "está prestando todo apoio à anfitriã desde o momento em que foi informado desse incidente lamentável. Ela está coberta pelo nosso seguro de até US$ 1 milhão contra danos ao patrimônio e a plataforma também ofereceu cobrir outros custos inesperados para aliviar o inconveniente enfrentado pela família".  Foi garantido pela empresa também que o hóspede foi excluído do aplicativo após violar as regras estabelecidas. "O Airbnb já registrou mais de 300 milhões de chegadas de hóspedes em anúncios no mundo inteiro e incidentes como este são extremamente raros", disse o comunicado.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM