Jornal do Commercio
europa

Uefa arquiva investigação contra o PSG sobre fair play financeiro

Uefa fez "vista grossa" e não punirá PSG por conta do desrespeito ao fair play financeiro dos anos de 2015, 2016 e 2017

Publicado em 13/06/2018, às 14h50

PSG gastou 222 milhões de euros com a compra de Neymar / AFP
PSG gastou 222 milhões de euros com a compra de Neymar
AFP
JC Online

A Uefa comunicou que o Paris Saint-Germain cometeu um "desvio aceitável" e não será punido por desrespeito ao Fair Play Financeiro. Antes do anúncio, a Câmara de Investigação do Controle Financeiro dos Clubes da Uefa (CFCB) analisou as operações do clube feitas nos anos de 2015, 2016 e 2017.

A entidade afirmou que uma investigação do órgão concluiu que o PSG inflou o valor divulgado de contratos de patrocínio, entre eles os firmados com o governo do Catar, com quem os donos do clube têm ligações estreitas.



Entretanto, mesmo admitindo esta manobra financeira, a Uefa entendeu que o clube agiu de uma forma que pôde ser considerada "aceitável".

FONTE DE RENDA

De acordo com o diário francês L'Equipe, porém, o PSG deverá receber dos seus proprietários ou outras fontes de renda o aporte de 60 milhões de euros (cerca de R$ 262 milhões) para equilibrar as finanças em caixa, sob o risco de ser punido se não cumprir a determinação até o fim de junho.

Na última temporada, o PSG pagou 222 milhões de euros (algo em torno de R$ 822 milhões na época) só em Neymar. Outra contratação feita em 2017 foi a de Kylian Mbappé, sob o regime de empréstimo e consumada em definitivo a partir da próxima temporada, que custou 180 milhões de euros (cerca de R$ 785 milhões) entre pagamento fixo e aditivos que dependem de metas a serem alcançadas pelo jogador.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM